Show musical e mesa-redonda integram Mês da Consciência Negra no Museu Paranaense

O Museu Paranaense participa das atividades do Mês da Consciência Negra AfroCriativos, promovido pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (SECC), com dois eventos em novembro: dia 20, às 19h, ocorre a apresentação musical “Ecoam nossos tambores”, com Daniel Monteles. E no dia 26, os pesquisadores Cristiano de Jesus e Lairisse Daniele de Araújo Costa participam da mesa-redonda “Arqueologia dos grupos invisibilizados: potenciais e desafios”, também às 19h. A programação é gratuita e as inscrições estão abertas pelo site www.museuparanaense.pr.gov.br.

Ecoam nossos tambores
A proposta de Daniel Monteles é cantar territórios e ancestralidades. O artista-intérprete traz em sua voz a identidade negra africana e apresenta um repertório inspirado na música popular e literatura, nos terreiros de mina aos de candomblé. A abertura do show conta com uma apresentação da dançarina Laremi Paixão, denominada “Dança para Oxum”, que traz na poética corporal a história e os ensinamentos da cultura afro-brasileira pela perspectiva negra. Participam também Diorlei Santos, na percussão, e Davi Oliveira, no violão.

Daniel Monteles iniciou sua vida musical em um palco de igreja aos 17 anos. Ganhou visibilidade no cenário artístico de São Luiz do Maranhão, cidade natal, em alguns projetos literários, como no livro Máquinas de Maria, inspirado na casa de sua avó. Suas raízes estão na cultura preta popular, nos sambistas, nas rodas e cantos ancestrais.

Arqueologia dos grupos invisibilizados
A mesa-redonda propõe abordar os potenciais e desafios dos estudos voltados aos grupos negros, muitas vezes invisibilizados na história do Paraná, e a contribuição dessas pesquisas para a sociedade brasileira. Entre os desafios que serão discutidos estão a categorização racial e a invisibilidade desses grupos nos documentos oficiais, como relatos de viajantes, jornais, entre outros. A ideia é refletir sobre a forma como esses documentos podem fomentar novas narrativas da presença negra no Estado e como fazer uma arqueologia plural e inclusiva, dando visibilidade a esses grupos que foram deixados à margem da história oficial. A mesa será composta pelos pesquisadores Cristiano de Jesus e Lairisse Daniele de Araújo Costa, com mediação de Emanuel Monteiro.

Cristiano de Jesus é bacharel em Arqueologia pela Universidade Federal de Sergipe (2011). Mestrando em Antropologia pela UFPA. Atualmente é sócio proprietário da Serigy Consultoria, empresa especializada em licenciamento arqueológico.

Lairisse Daniele de Araújo Costa é bacharel em Arqueologia e Conservação de Arte Rupestre pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e mestre em Antropologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Atualmente é arqueóloga do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), na Superintendência do Paraná.

Lairisse e Cristiano têm como área de concentração do mestrado a arqueologia e ênfase em cultura material de grupos escravizados. Ambos atuam no âmbito do licenciamento arqueológico, com experiência em diagnóstico, prospecção, resgate e monitoramento de sítios arqueológicos, além de inserção de programas de educação patrimonial e inventários de patrimônio material e imaterial.

Emanuel Monteiro é graduado em Educação Artística com habilitação em Artes Visuais pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutorando em Artes Visuais pela UFRGS. Atualmente vive e desenvolve seu trabalho artístico em Curitiba, sendo artista-professor no curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Paraná (UFPR). É artista representado pela Galeria de Arte Mamute de Porto Alegre-RS.

Serviço
Mês da Consciência Negra no Museu Paranaense
Show “Ecoam nossos tambores” com Daniel Monteles, Diorlei Santos, Davi Oliveira e Laremi Paixão
Dia 20 de novembro de 2019, às 19h

Mesa-redonda “Arqueologia dos grupos invisibilizados”
Com os pesquisadores Cristiano de Jesus e Lairisse Daniele de Araújo Costa e mediação de Emanuel Monteiro
Dia 26 de novembro de 2019, às 19h

Inscrições gratuitas: www.sympla.com.br/museuparanaense

Museu Paranaense
Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba/PR
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 17h30. Sábado, domingo e feriado, das 10h às 16h.
(41) 3304-3300 | www.museuparanaense.pr.gov.br

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios