Madayati lança novo EP Como É Bom Amar

O primeiro single "Telepatia" já está nas plataformas digitais, as próximas duas canções do EP serão lançadas em janeiro

Por Vanessa Ricetti Ricardo

Trabalhar com jornalismo cultural sempre foi uma satisfação para mim. Pois meu objetivo como jornalista e repórter, sempre foi conhecer novas histórias e pessoas. Só nesses oito anos de Jornal A Cena, conheci e divulguei milhares de artistas. Sempre tive uma sede de conhecer novas músicas e composições. Esse ano, por causa da pandemia, ficava horas caçando novas músicas e artistas nos aplicativos de streamings. Ouvi tantas músicas incríveis, que me ajudaram a passar por esse período tão difícil, que tem sido a pandemia. A arte, a música são capazes de acalmarem os corações mais ansiosos. 

Nesses últimos seis meses conheci através dos aplicativos de música, Madayati, que som incrível, um tipo de música que aquece o coração. Poucas semanas atrás fui conferir o trabalho do artista no youtube, achei o show completo Luau, que inclusive foi produzido e lançado durante a pandemia. Na bateria Thales Lemos, daí me dei conta que Madayati era de Curitiba. Entrei em uma reflexão profunda, e entendi porque tantos artistas incríveis de Curitiba vão para São Paulo ou Rio de Janeiro. Grande parte da culpa, é sim, dos meios de comunicação, que não dão abertura para os artistas da terra. Nós curitibanos também precisamos valorizar cada vez mais a nossa arte, seja a música, o teatro e a cultura popular. 

Madayati, artista curitibano, lançou em 2014 o primeiro álbum Amor Sincero, que o tornou conhecido em todo o país, as canções deste trabalho trazem uma mensagem profunda e de paz. Em 2018 o artista gravou o single Cliclos, em parceria com Mayah, que conta hoje com mais de 2 milhões de visualizações no Spotify. Também teve seu clipe apresentado no Canal BIS e no TVZ do Multishow. 2019 recebeu apoio do DJ Alok para gravar seu segundo álbum Vida Real. Em 2021, lançou o show completo Luau, projeto audiovisual realizado através do programa de apoio e incentivo à cultura da Fundação Cultural de Curitiba e Min. do Turismo.

“Depois de dois anos sem tocar, procurando o que gostava de fazer, percebi que a música sempre esteve comigo, desde a época em que tive banda e que fui DJ. E no mesmo período passei a me interessar por assuntos de espiritualidade, e mergulhei nesse universo, buscando um sentido para minha vida, depois disso comecei a compor as músicas do meu primeiro álbum que passaram a impactar positivamente a vida das pessoas. A Música é onde eu posso expressar o que sinto sobre a vida. Me dá um enorme prazer, ver quem curte os sons cantando junto. Agradeço sempre por poder seguir nesse caminho a me dedicar cem por cento à música”, falou Madayati.

As composições de Madayati, falam de amor e espiritualidade, numa pegada de Reggae e Surf Music. “Sempre escutei diversos gêneros musicais, são diversas escolas, mas o Reggae me pegou de jeito, por conta das suas melodias, ritmo e o seu ar praiano. Letras com conteúdo e que sempre me fizeram refletir. O Rap também traz uma atmosfera única, como o Surf Music. Hoje mesclo tudo e compartilho de uma maneira mais acessível. Nesse sentido, o Pop me agrada, pois muitas canções com ótimas letras em hits, que todos podem cantar e compreender facilmente.” disse o músico. 

Antes de encerrar 2021 Madayati, lançou no mês de dezembro o primeiro single do novo EP Como é Bom Amar, a canção Telepatia, que traz o lado mais romântico do artista. Serão lançadas em janeiro mais duas canções, que misturam o rap, reggae, pop, mpb e surf music.

“Como sempre gostei de muitos estilos musicais, busquei visitar o passado, e olhar de fato para o que gosto de escutar, e pude observar o meu início, em que tocava covers com a banda que formei no ensino médio, e que se chama Luau da Lua, ali tocamos alguns sons que ouço até hoje, e desde então, estou fortalecendo minha identidade musical e visual, que tem tudo a ver com a praia e com a natureza principalmente. Vivi parte da minha infância em Salvador, bebi da música de lá, do ar, das paisagens e tudo que podia. O meu começo na música foi no litoral do Paraná, lá na areia, nos luais que rolavam. Então resgatei tudo isso, e dei sequência aos últimos materiais que lancei, que já retratam as minhas raízes. E com esse projeto, pude ir mais a fundo, e gravar um acústico, com músicas de amor. É um sonho que estou realizando”. Finalizou Madayti. 

Serviço:

Acompanhe o trabalho de Madayati

https://linktr.ee/madayati

Próximos lançamento

14/01 – Single É Bonito de Ver

28/01 – Single Gosto Muito de Você 

Tags

Vanessa Ricetti Ricardo

Vanessa Ricetti Ricardo, jornalista e assessora de imprensa, pós graduada em cinema, desde o início de sua carreira se dedica ao jornalismo cultural. Trabalha como repórter em rádio. Criou em 2013 o Jornal A Cena, onde divulga a arte e a cultura realizada no país.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios