Exposição

Programação de férias do Museu Paranaense foca nos povos originários do Paraná

O Museu Paranaense (MUPA) preparou uma programação especial para o público infantil durante os meses de janeiro e fevereiro de 2020. A partir do dia 9 de janeiro até 20 de fevereiro, todas as quintas-feiras, das 14h30 às 16h, o Departamento Educativo do museu realiza visitas medidas às exposições relacionadas aos povos originários do Paraná além de atividades como contação de histórias, brincadeiras indígenas e curiosidades sobre palavras de origem indígena. A programação é gratuita e destinada a crianças de 6 a 10 anos acompanhadas de um adulto. Inscrições no site www.museuparanaense.pr.gov.br.

ETNOLOGIA INDÍGENA – Desde o início de suas atividades no século XIX, o Museu Paranaense teve como objetivo formar, organizar e expor um acervo que expressasse as características do território e da população paranaense. Naturalmente, o interesse pelas populações indígenas, os primeiros habitantes do território, se refletiu no acervo e nas primeiras exposições da instituição, conforme registrado no guia do Museu Paranaense publicado em 1900.

Em relação à etnologia indígena, tem sido dada atenção especial ao estudo do acervo imagético da coleção Vladimir Kozák, pesquisador responsável pelo registro em filmes, fotografias e desenhos de diversos grupos indígenas brasileiros entre as décadas de 1940 e 1950. Desde 2017, esse recorte do acervo de Kozák ligado aos indígenas é patrimônio documental da humanidade e do Brasil pelo Programa Memória do Mundo da UNESCO.

SERVIÇO
Programação de férias no Museu Paranaense | Povos Originários
De 9 de janeiro a 20 de fevereiro de 2020
Toda quinta-feira, das 14h30 às 16h
Faixa etária: 6 a 10 anos (acompanhadas de um responsável)
Inscrições gratuitas: www.museuparanaense.pr.gov.br

Museu Paranaense
Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba/PR
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 17h30.
Sábado, domingo e feriado, das 10h às 16h.
www.museuparanaense.pr.gov.br | (41) 3304-3300

Foto
Crédito: Amanda Sanches/Museu Paranaense
Legenda: Kadjaj (Gambá com filhotes). Escultura em cerume de abelha. Década de 1950. Coleção Vladimir Kozák. Museu Paranaense.

Posts relacionados
Exposição

Um jardim encantado em Curitiba

Exposição

Maior jardim de esculturas público do Brasil, com obras de João Turin, vai completar um ano

Exposição

Grupo de artistas inaugura a mostra Univers9 no MuMA neste sábado

Exposição

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA TERÁ COMO MARCO DE REABERTURA MÚSICA CRIADA POR RAPPER DE PERIFERIA CARIOCA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.