MISTURA FINA – Lucymar Nicastro – Versos Meus!

Composição que dá nome ao CD autoral que estará nas plataformas digitais a partir de 11 de junho.

Por Giseli Canto

Mais de oito horas de conversa me presentearam as muitas histórias de vida de Lucymar Nicastro. Entendi o resultado da mistura fina e bem refinada de um caminho percorrido em sua plenitude com caminhos nem tanto assim caminhados; – uma voz madura e grave com dedilhados jovens e ávidos por musicar; gerações se encontrando e somando; compartilhando saberes que a música condensou em ” Versos Meus”. Não é possível falar de tudo e para epilogar em poucas palavras esse pequeno registro de oito músicas, faço um recorte da produção do CD. Momentos vividos por essa compositora onde grandes músicos puderam rechear seu trabalho de emoção e traduzir toda vida contada em seus versos.

Há que se fazer uma vírgula, lembrar aos mais de outrora e contar aos de hoje que Lucymar tem em sua vida profissional uma trajetória de muitos anos servindo a cultura do Estado do Paraná e, por eles, a vida de muitos artistas teve voz, oportunidade, visibilidade e credibilidade. Foram muitos os da época que avançaram em seu caminho apensados por suas ações dentro da então Secretaria de Estado da Cultura e também de outros espaços por onde ela passou. Momentos que eu mesma tive a oportunidade de ver os muitos artistas daquele tempo que buscavam seu espaço na cena e que foram agraciados pelo seu trabalho

Claro que nem tudo foi flores! Trabalhar para o estado, com cargo, principalmente na cultura, tem suas pedras e sapos a engolir – Uns passam e outros continuam; uns engolem, outros vomitam, mas tem seus amores e dores, como as rimas pobres. Histórias indigestas que só quem passa sabe contar e prosseguir, sem dividendos, mas com face erguida pelo inopinado e preferido caminho.

Compor foi a lógica perfeita dessa artista que nunca se diz cantora, mas que tem um público fiel e seguidor; que a louva e requesta sua disponibilidade de repertório romântico, bem escrito e bem tocado. Seu tempo trabalhando na cultura deu a ela a visão do que é ter qualidade, mas em nenhum momento isso foi estereótipo de arrogância ou filáucia. Ela tem a tranquilidade da maturidade, da observância, da sensatez e da resiliência. Seus amores são versados com a sabedoria de quem o tempo a serviu. Nas palavras oferece as histórias bem vividas.

Para quem não entende o que é esse tino, dispa-se dos possíveis sentimentos de juízo e aprecie as composições de Lucymar, que ficarão na mente dos amantes e galanteados corações. Pois não se furte de sentir e sobejar a alma com as canções. São oito composições arranjadas e tocadas por músicos, em sua maioria jovens, que entenderam os traços ali descritos e que se debruçaram evidenciando toda a qualidade das composições.

O bolero, que dá o nome ao álbum, fala de um amor projetado no outro, sentimentos que encontramos em cada esquina das nossas relações; momentos que parece que todo mundo um dia viveu; relações que quando iniciamos nessa vida de amar e amar e amar sem medidas, sem termômetro e sem juízo trazem as surpresas que deixam as vidas marcadas pelas cicatrizes do passado. O arranjo é de Eduardo Ramos, um jovem com mãos recheadas de talento, que deu vida eterna à composição e delineou a harmonia com seu violão. O acordeom de André Ribas, que no solo trouxe um ar latino e empolgante, junto com o contrabaixo acústico de Thiago Duarte suavizando a composição, a bateria de Márcio Rosa e a percussão de Ita Brasil acomodando a ritmicidade. Tudo isso, na voz da compositora Lucymar Nicastro.

Escute e depois me conte. Aguarde o lançamento de “Versos Meus” em todas as plataformas digitais a partir de 11 de junho.

Saiba mais sobre Lucymar Nicastro
Facebook: Lucymar Nicastro
Instagram: @lucymarnicastro

Serviço

Gravado no Estúdio Gramofone
Arranjos de Eduardo Ramos e Davi Sartori.
Músicos                                                                                                        TThiago Duarte – contrabaixo
Julião Boêmio – cavaquinho
Marcio Rosa
Marcelo Oliveira
Ricardo Salmazo
Ita Brasil
Lucas Melo
André Ribas
Eduardo Ramos – Arranjo e violão
Alvaro Ramos – violão

Você poderá discordar, perguntar, não entender direito, mas precisa gostar de estar aqui comigo! Do contrário não vale a pena!

Espero você aqui na próxima!

Siga também
Mistura Fina Facebook: Mistura Fina Arte
Mistura Fina Instagran: Mistura Fina Arte
Mistura Fina: Mistura Fina Arte

Tags

Giseli Canto

Giseli Canto é Arte-educadora, cantora, roteirista, produtora, apaixonada pela música, pela família e pelos amigos, que considera sua segunda família e tudo que se refere ao poder transformador dessa arte. Ama uma boa conversa e está sempre aberta a novos caminhos. Seu olhar otimista para o ser humano faz de sua vida um mundo recheado de boas relações e experiências.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios