Eventos

17ª Jornada de Agroecologia, na UFPR

Em Curitiba pela 1ª vez, evento itinerante que debate agricultura humanizada e sustentável terá programação na Reitoria e no Prédio Histórico de 6 a 9 de junho; Otto, Paraíso do Tuiti e Ana Cañas se apresentarão no Palco da Terra

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) será sede da 17ª Jornada de Agroecologia, que ocorrerá de 6 a 9 de junho em Curitiba. É a primeira vez que a capital paranaense recebe o evento itinerante, focado em apresentar essa forma de agricultura que tem como princípios humanização, sustentabilidade e caráter popular. Feira de orgânicos, seminários, oficinas, shows e atividades culturais estão garantidos na programação, que será promovida principalmente na Reitoria e no Prédio Histórico. A conferência de abertura, nesta quarta-feira (6), às 19 horas, será no Teatro Guaíra, com as participações do teólogo Leonardo Boff e da atriz Letícia Sabatella (veja programação completa e links no fim do release).

Além da feira de orgânicos, um atrativo para a comunidade serão os shows previstos na programação cultural. No sábado (9), o Palco Terra, que será montado na Praça Santos Andrade, receberá os shows de Roseane Santos, que interpretará Clementina de Jesus; da banda Mulamba, de Curitiba; do grupo Viola Quebrada, também de Curitiba; do cantor e percursionista pernambucano Otto; e da bateria da Escola de Samba Paraíso da Tuiuti, do Rio de Janeiro. A cantora e compositora Ana Cañas se apresentará no palco às 20h30 de quinta (7).

A jornada é organizada por mais de 40 movimentos e entidades do Paraná. São movimentos do campo — entre os quais Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e organização Terra de Direitos –, e centros de formação, como o Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo (Cefuria), além da UFPR e da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR). Professores da UFPR também participarão de palestras, conferências e seminários da jornada.

Feira

Ao longo dos quatro dias, a comunidade poderá consumir alimentos agroecológicos que estarão à venda na “Feira da Reforma Agrária, da Agricultura Familiar e da Economia Solidária”, na praça Santos Andrade. A estimativa dos organizadores é reunir cerca de 120 expositores. Junto à feira, haverá espaço para a “Culinária da Terra”, com barracas de pratos típicos da região sul do Brasil.

A feira e o espaço serão abertos às 16 horas do dia 6. O horário de funcionamento será das 8 às 20 horas. No dia 6, o encerramento da feira e do espaço será também às 20 horas.

Oficinas

O pátio da Reitoria da UFPR também foi o espaço escolhido para seis das 25 oficinas que serão oferecidas no dia 7, em diferentes horários e locais. Entre os temas estão a produção de morango orgânico em suspenso e em substrato, homeopatia na agropecuária, captação e descarte responsável de água e caldas fertilizantes e protetoras para culturas.

As vagas são limitadas e as inscrições serão abertas a partir das 9 horas do dia 6, no saguão do Teatro da Reitoria, inclusive para participantes não vinculados a delegações. Integrantes de delegações farão as inscrições previamente.

Cultura

O Palco da Terra será montado em frente às escadarias do Prédio Histórico da UFPR, na Praça Santos Andrade. Nele, a partir do dia 6, ocorrerá parte da programação cultural da jornada, que também se dará no Chão de Estrelas, em meio à Feira Agroecológica. No Palco da Terra se apresentarão a maioria dos grupos musicais, enquanto o Chão de Estrelas será reservado para a encenação de peças teatrais.

Do dia 6 ao 9, subirão ao Palco da Terra os grupos musicais Filhos da Terra e Mãe Terra, formado por integrantes da Fundação Vida para Todos; Mandicuera da Ilha de Valadares; Nação Guarani, grupo de rap formado por indígenas guaranis; as Cantadeiras, do MST; e Forró de Rabeca.

No Chão de Estrelas serão montados os espetáculos “Aconteceu no Brasil, Enquanto o Ônibus não Vem”, com o Arte da Comédia; Teatro de Mamulengo, o teatro de bonecos popular no Brasil; Le Pifolé, do grupo Parabolé; e o da Trupe dos Encantados, formada por artistas do MST.

A partir das 14 horas do dia 6, o pátio da Reitoria da UFPR receberá a exposição “Túnel do Tempo”, em que estudantes do ensino fundamental e médio, vindos de assentamentos e acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), apresentarão a história da agricultura, até chegar ao momento atual e à agroecologia como alternativa.

Agroecologia

Agricultura familiar, assentados e acampados da reforma agrária, comunidades quilombola e coletivos de economia solidária estarão presentes na Jornada. De acordo com Roberto Baggio, dirigente estadual do MST, a realização da jornada em Curitiba, com participação de instituições científicas, são diferenciais desta edição. “Estaremos no centro da ciência e da capital que, junto com a Região Metropolitana, reúne cerca de 4 milhões de habitantes. Nossa intenção é apresentar a agroecologia para a sociedade como um todo, e também aprofundar o debate nos diversos ramos de pesquisa científica”.

Além de conceitos e tecnologias vinculados à agroecologia, a jornada pretende abordar o uso de agrotóxicos. Segundo o Dossiê da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), divulgado em 2015, 70% dos alimentos in natura consumidos no Brasil estão contaminados por agrotóxicos, e 28% desses alimentos contém substâncias não autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Paraná é o terceiro maior consumidor de agrotóxicos do País. Em 2013, foram usados cerca de 96,1 milhões de quilos de agrotóxicos no estado, segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes).

Com Ednubia Ghisi (da assessoria de imprensa do evento)

SERVIÇO
17ª Jornada de Agroecologia
Data: de 6 a 9 de junho
Local: Reitoria e Prédio Histórico da UFPR e Praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba
Mais informações: no site da jornada (http://www.jornadaagroecologia.com.br/) e na página no Facebook (http://www.facebook.com/jornadade.agroecologia)

PROGRAMAÇÃO GERAL

Quarta-feira (6/6)

9h – Recepção e orientação das caravanas (credenciamento em local a confirmar)

14h – Abertura do “Túnel do Tempo: A história da agricultura, a luta pela terra e a construção do Projeto Popular para o Brasil”, com participação de Escolas e Colégios do Campo do Paraná. Local: Pátio da Reitoria da UFPR (R. XV de Novembro, 1299, Centro, Curitiba).

16h – Abertura da Feira da Reforma Agrária, da Agricultura Familiar e da Economia Solidária

16h – Abertura da Culinária da Terra Horário de funcionamento: no dia 6, o encerramento das duas atividades será às 20h, e de 7 a 9 o horário de funcionamento será das 8h às 20h. Local: Praça Santos Andrade.

19h – Ato Político e Cultural de Abertura
Conferência “Os desafios atuais da humanidade e o cuidado com a casa comum”, com o teólogo Leonardo Boff
Apresentação artística de Letícia Sabatella e Trupe dos Encantados
Lançamento do Livro: “Brasil, Concluir a refundação ou prolongar a dependência” de Leonardo Boff, publicado pela editora Vozes, em 2018.Local: Teatro Guaíra (R. XV de Novembro, 971, Centro).

Quinta (7/6)

9h às 12h – Seminários Temáticos: As políticas públicas para a construção do projeto popular e soberano para a agricultura
Palestrantes: Leonardo Melgarejo, presidente da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN) e coordenador do Grupo de Trabalho sobre Agrotóxicos e Transgênicos da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA); Cláudia Schmditt, professora do Curso de Pós-graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); e Armelindo Rosa da Maia, dirigente das Cooperativas da Reforma Agrária do ParanáCoordenação: Alfio Brandemburg, do Centro de Estudos Rurais e Ambientais do Paraná (CERU) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e Ceres Hadich, agrônoma e coordenação estadual do Movimento dos Agricultores Rurais Sem Terra (MST). Realização: CERU, Departamento de Economia Rural e Extensão da UFPR e MST. Local: Teatro da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299 – Centro).

9h às 12h – Educação do Campo e Agroecologia na construção da emancipação
Palestrante: Representante da Articulação Paranaense pela da Educação do Campo.Coordenação: Sônia Scwendler, integrante da Articulação Paranaense por uma Educação do Campo e professora da UFPR; Valter Leite, graduado em Pedagogia da Terra e mestre em Educação e integrante do Setor de Educação do MST. Realização: UFPR Litoral, Departamento de Educação da UFPR; e MST. Local: Anfiteatro 100 da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299).

9h às 17h – Intercâmbios com oficinas agroecológicas (programação específica)

14h às 16h – Seminário “Consequências dos Agrotóxicos à Saúde Humana e à Natureza”Palestrantes: Larissa Bombardi, professora doutora no Departamento de Geografia e no Programa de Pós Graduação em Geografia Humana da Universidade de São Paulo (USP); Leonardo Melgarejo, presidente da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN) e coordenador do Grupo de Trabalho sobre Agrotóxicos e Transgênicos da Associação Brasileira de Agroecologia (ABA); sob coordenação de Paulo Perna, do NESC-UFPR, e Naiara Bitencourt, da Terra de Direitos. Realização: NESC/Observatório Agrotóxicos-UFPR; Departamento Nutrição e do Programa de Pós-Graduação em Alimentação e Nutrição; Enconttra; Campanha contra os Agrotóxicos e Pela Vida; e ABA. Local: Teatro da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299, Centro).

14h às 16h – Soberania Alimentar e o protagonismos das mulheres na construção da Agroecologia
Coordenação: Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento (PPGMade) da UFPR; Setor de Ciências Agrárias da UFPR; Centro de Estudos Rurais e Ambientais do Paraná (Ceru); projeto de extensão Ekoa: Direito Ambiental para tod@s; e Coletivo de Estudos sobre Conflitos pelo Território e pela Terra (Enconttra). Realização: Enconttra; Ekoa; Setores de Educação e de Nutrição da UFPR; CERU; e MST. Local: Anfiteatro 100 da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299, Centro).

18h – Conferência “O golpe na democracia e nos direitos: o judiciário na criminalização da política e das lutas sociais”
Palestrantes: Vera Karam de Chueiri, professora de Direito Constitucional e diretora da Faculdade de Direito da UFPR; Darci Frigo, coordenador da Terra de Direitos e vice-presidente do Conselho Nacional de Direitos Humanos; e Diorlei Santos, advogado das Cooperativas do MST e mestre em Direito Cooperativo pela UFPR. Coordenação: Katya Isaguirre Torres, professora de Direito Ambiental da UFPR. Realização: Terra de Direitos e projeto de extensão Ekoa. Local: Teatro da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299 – Centro)

20h – Show com Ana Canãs. Local: Pç. Santos Andrade.

9h às 17h – Intercâmbios com oficinas agroecológicas

Sexta (8/6)

8h30 às 12h – Plenária Estadual dos Comitês Populares pela DemocraciaConferência: Projeto para o Brasil e a construção da hegemonia popularPalestrante: Neuri Rosseto, integrante da coordenação nacional do MST. Local: Teatro da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299, Centro)

9h – Seminário de Articulação das Redes de Economia Solidária Campo e CidadeRealização: Tecsol – Incubadora de Economia Solidária da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo (Cefuria) e empreendimentos/redes de Economia Solidária. Local: Auditório da UTFPR (R. Sete de Setembro, 3165, Rebouças).

8h45 às 12h45 – Oficina “Saúde da Trabalhadora e Trabalhador do Campo”Realização: Carlos Minayo e Jorge Mesquita, da FIOCRUZ; Elver Moronte, Nanci Ferreira Pinto, Paulo de Oliveira Perna e Silvia Albertini, do Observatório do Uso de Agrotóxicos e Consequências para a Saúde Humana e Ambiental do Paraná – NESC/UFPR; e Coletivo de Saúde do MST. Local: Sindicato dos Engenheiros do Paraná (Senge-PR), R. Marechal Deodoro, 630 – 22º andar, Cj. 2201 – Centro Comercial Itália.

13h30 – Seminário “Campo e cidade: caminhos na construção de uma cultura política emancipadora”Palestrantes: Juliana Bonassa, coordenadora do Coletivo Nacional de Cultural do MST e mestra em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e mestra em Desenvolvimento Cultural Comunitário na Universidad de Oriente de Cuba; Bella Gonçalves, assessora em co-vereança da Gabinetona das vereadoras Áurea Carolina e Cida Falabella (PSOL), integrante das Brigadas Populares, doutoranda em Pós Colonialismos e Cidadania Global pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (Portugal) e em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais. Realização: UFPR Litoral e MST. Local: Teatro da Reitoria (R. XV de Novembro, 1299 – Centro)

14h às 16h – Apresentações culturais na Praça Santos Andrade

Sábado (9/6)

10h – Conferência: A arte, a ciência e a cultura da luta na construção do projeto popular para o BrasilPalestrantes: Patrícia Jaime, professora do Departamento de Nutrição da Faculdade Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) e integrante do Núcleo de Pesquisa Epidemiológica em Nutrição e Saúde (Nupens); Pastora Romi Bencke, secretária-geral do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil; e João Pedro Stédile, integrante da coordenação nacional do MST e da Frente Brasil Popular. Local: Palco da Terra (Pç. Santos Andrade).

12h30 – Roseane Santos, cantora reconhecida pelos trabalhos com samba e música brasileira, vai interpretar Clementina de Jesus.

14h – Mulamba, banda curitibana que vão do rock à música erudita, com vocais femininos de peso e som com instrumentos de cordas e percussão.

15h30 – Viola Quebrada, grupo curitibano inspirado na riqueza da música caipira e da vida no campo.

17h – Show com Otto, cantor, compositor e percussionista pernambucano.

18h – Bateria da Escola de Samba Paraíso da Tuiuti, do Rio de Janeiro.

Local: Todos os shows serão no Palco da Terra

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

As atividades são no Palco da Terra (em frente à escadaria do Prédio Histórico da UFPR) e no Chão de Estrelas (em meio à Feira Agroecológica):

Quarta (6/6)

16h – Filhos da Terra, apresentação musical das crianças integrantes do projetos da Abai – Fundação Vida para Todos. Local: Palco da Terra

18h – Espetáculo “Aconteceu no Brasil, enquanto o ônibus não vem”, com o Arte da Comédia. Local: Chão de Estrelas

19h – Fandango Caiçara, bailado e batido, com o grupo Mandicuera da Ilha de Valadares. Local: Palco da Terra

Quinta (7/6)

10h – Nação Guarani, grupo de rap composto por indígenas guarani. Local: Palco da Terra

12h – Brigada de AgitProp (Agitação e Propaganda) do Coletivo de Juventude do MST. Local: Chão de Estrelas

13h – Cantadeiras, mulheres do MST com repertório de músicas latino-americana e popular brasileira; e intervenção do Coletivo LGBT do MST. Local: Palco da Terra

15h – Teatro de Mamulengo, o teatro de bonecos popular no Brasil. Local: Chão de Estrelas

16h – Baquetá, com o espetáculo Baquetinhá, musical totalmente interativo. Com jogos de mãos, teatro de bonecos e percussão corporal, o público é convidado a participar durante toda a apresentação. Local: Palco da Terra

18h – Parabolé, com o espetáculo Le Pifolé, sobre a paixão do menino Lê por seu instrumento feito à mão, o pífano. Parlendas e diálogos rimados anunciam a entrada de personagens populares que dançam interagindo com o público. Local: Chão de Estrelas

19h – Forró de Rabeca, temas autorais, instrumentais e canções com texturas urbanas e recursos tecnológicos. Local: Palco da Terra

20h30 – Ana Canãs, cantora e compositora de São Paulo.Local: Palco da Terra

Sexta (8/6)

10h – Mãe Terra, apresentação musical de integrantes do projetos da Abai – Fundação Vida para Todos. Local: Palco da Terra

12h – Trupe dos Encantados, de artistas do MST. Local: Chão de Estrelas

LINKS

Matéria no site da UFPR: http://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/17-a-jornada-de-agroecologia-sera-realizada-na-reitoria-e-no-predio-historico-de-6-a-9-de-junho-veja-a-programacao-ufpr-curitiba/
Programação geral: http://www.jornadaagroecologia.com.br/?p=4592
Programação cultural: http://www.jornadaagroecologia.com.br/?p=4674
Programação das oficinas: http://www.jornadaagroecologia.com.br/?p=4682


Posts relacionados
Eventos

Bar Crossroads relembra festival do Dia Mundial do Rock em evento gratuito neste domingo (7) com música, gastronomia e chopes

Eventos

3ª Vinil Fest reúne discos, música e gastronomia numa festa para toda a família

Eventos

Curitiba terá celebração gratuita na rua do aniversário do bruxinho Harry Potter neste domingo (31)

EventosRio de Janeiro

Texto dramatúrgico Sortilégio de Abdias Nascimento, ganha nova edição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.