Quarentena – Seu Delivery está Preparado?

Com a pandemia do Corona Vírus, o Brasil entrou em estado de quarentena seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e demais entidades científicas e governamentais.

Isso afeta muito o segmento alimentício, visto que o volume de pedidos delivery aumentará drasticamente.

A pergunta é. O seu estabelecimento está preparado?

1⃣ AUMENTO DA DEMANDA

Com a quarentena em vigor, é fato que o volume de vendas via o canal delivery aumentará substancialmente, visto que é uma das poucas opções para consumo.

🚨 ATENÇÃO: Em épocas como esta, redobre a atenção, pois com o aumento da demanda, muitos descuidos internos de produção podem ocorrer, tais como: comprometimento da qualidade, do atendimento e da logística (entrega).

REDUZA O SEU CARDÁPIO
Se houver um aumento de demanda de pedidos, estude a viabilidade de reduzir o seu cardápio visando agilizar o tempo de preparo. Lembre-se, quanto menor o tempo de produção, mais ágil o seu estabelecimento se torna e assim satisfaz as necessidades de consumo de um número maior de clientes.

HORÁRIOS DE ALTA DEMANDA
O delivery fast food noturno, possui um gargalo em horários de pico que se acentuam das 20:30 hrs às 22:00 hrs, ou seja, é uma alta demanda em apenas 1 hora e 30 minutos de expediente.

Ofereça promoções que incentivem o cliente a comprar em horário de baixo movimento, sendo das 18:00 hrs às 20:00 hrs por exemplo. A plataforma Delyver está preparada para atender estas regras.

Crie algum combo ou oferta temporária neste período de ociosidade. O importante é sempre adotar medidas que ajudem a não comprometer a qualidade como um todo do serviço prestado.

LEMBRE-SE: O cliente que realiza o pedido online na plataforma Delyver é o cliente quem está trabalhando para você. Cada cliente que realiza o pedido desta forma, isenta o atendimento humanizado (WhatsApp ou Telefone) de em média 5 minutos, ou seja, 50 clientes ao dia que venha a realizar o atendimento neste canal, faz com que você isente 4 horas do atendimento convencional…dispensando assim o número de atendentes que demandaria para suprir a demanda no atendimento.

2⃣ CONSCIENTIZE OS FUNCIONÁRIOS

Faça a sua parte em realizar reuniões para a prevenção e redobre os cuidados internos com a higienização, bem como, instrua corretamente os colaboradores que atendem com o contato direto aos clientes, tais como os motoboys e os atendentes.

3⃣ ENTREGA SEM CONTATO

Alguns de nossos clientes estão desativando a opção de retirada para os pedidos online, e incentivando o pagamento online para diminuir o contato no ato da entrega.

Toda e qualquer medida para reduzir o contato físico é válido. Em situações onde o contato é inevitável, reforce os procedimentos de higienização.

4⃣ COMUNIQUE-SE COM O CLIENTE

Mantenha os seus clientes informados sobre as medidas que a sua empresa está tomando para tranquilizá-los. Principalmente medidas sobre os procedimentos do preparo e cuidados na entrega.

A redes sociais serão grandes aliados nessa missão. Use e abuse do Facebook, Instagram (post e stories) e WhatsApp para manter seus clientes atualizados.

WHATSAPP VILÃO OU MOCINHO?

Uma das grandes insatisfações de atendimento é a demora. O WhatsApp possui a limitação do atendimento individualizado, tornando assim lento este canal e causando insatisfação por parte do seu cliente que aguarda mais de 20 minutos para poder ser atendido.

Redirecione os clientes a pedir de forma online. Crie campanhas que induzam a isso, tais como cupons de descontos, programas de fidelidade entre outras ações a qual a plataforma Delyver se encontra preparada em atender.

LISTAS DE TRANSMISSÃO NO WHATSAPP

A sua empresa realiza este tipo de panfleto online? Se sim ótimo, porém, cuidado para não bombardear o seu cliente diariamente com promoções e fotos de seus produtos, pois ao invés de ajudar, faz com que a sua empresa se torne inconveniente e assim o cliente obtenha aversão da sua marca, o afastando de consumir e de indicar o seu estabelecimento. Tenha o bom senso em utilizar este canal.

MARKETING

Evite realizar ações ao estilo consumista, sendo ”compre”, ”leve”, ”adquira”, isso gera um legado negativo para a sua empresa. O momento de agora é mais de compaixão ao próximo em ofertar de forma sútil o que a sua empresa tem a oferecer, do que inundar os canais de comunicação ao cliente com o único propósito de vender.

IFOOD

Aumentou a demanda no Ifood? Ótimo! Agora é hora de pescar no aquário deles! A plataforma Delyver possui recursos para converter e mensurar a conversão de clientes oriundos do Ifood. Crie ações para isso acontecer…não se acomode em atender o mesmo cliente mais de 50 vezes ao ano que realiza pedidos via o canal do Ifood. Não tenha o Ifood como um sócio….o tenha como parceiro para você angariar e posteriormente fidelizar este cliente em sua base.

Vejo muitas empresas se afundando no quesito de como quebrar vendendo muito…pois o Ifood não só é demasiadamente alta a taxa do percentual em cima do bruto, bem como faz com que a empresa financie a venda ao cliente, pois recebe o valor desta venda cerca de 20 dias depois.

CUIDADO > Muitas empresas estão sendo citadas no Procon e posteriormente sendo processadas por vender o produto no Ifood com valor superfaturado, afim de repassar a taxa do percentual do Ifood ao cliente. O risco do negócio quem assume em sua totalidade é o dono do empreendimento.

Se assim a empresa deseja estar em marketplaces, consequentemente é a empresa quem deve assumir os valores da taxa das plataformas terceirizadas.

A regra do CDC (Artigo 30 e 35 – Código de Defesa do Consumidor) é bem clara, ou seja, o mesmo produto com 2 precificações diferentes, prevalece a mais baixa.

Não queira ser o ”espertão” colocando o lado mais frágil de uma negociação CLIENTE em extrema desvantagem excessiva! Pense nisso, pois quem te move são eles…os CLIENTES.

✅ REFLEXÃO

Em tempos de crise, ainda mais como a atual em que vivemos, faz com que empresários inovem, saiam da sua zona de conforto.

Tudo isso vai passar! Até hoje na história da humanidade, nunca houve uma pandemia que durou para sempre, uma guerra que não houvesse um fim, uma crise econômica eterna…

Não se enraíze…não fique na mesmice…não deixe a inércia tomar conta. Tenha decisões sábias, comande, crie ações para se diferenciar da concorrência… enfim, fique ativo, pois tenho a certeza que irá conseguir.

Precisando de ajuda, não hesite em me contatar. Muito mais que uma relação B2B, tenho vocês não somente na posição de clientes, mas sim de amigos.

Grande abraço
Atenciosamente Fernando Yoiti Matumoto
CEO Delyver • www.delyver.com.br
Especializado em marketing

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios