Ignácio de Loyola Brandão e Fabrício Carpinejar chegam em Curitiba na próxima semana

Escritores participam da segunda rodada de debates de Diálogos Contemporâneos

Por Assessoria de Imprensa

A série de conferências literárias Diálogos Contemporâneos tem novos convidados na próxima semana. Desta vez quem sobe ao palco do Espaço Cultural Capela Santa Maria são os escritores Ignácio de Loyola Brandão e Fabrício Carpinejar, nos dias 3 e 4 de novembro, sempre às 19 horas. As palestras também serão transmitidas ao vivo pelo youtube com intérprete de Língua Brasileira de Sinais.

Com produção local de Aurea Leminski e Manoela Leão, e direção geral de Nilson Rodrigues, o evento literário tem uma série com dez conferências com a presença de escritores reconhecidos. Na quarta-feira, 03/11, Ignácio de Loyola Brandão traz o tema ‘Literatura, pestes, pandemias e distopias – ficção e realidade’. Aos 85 anos, o escritor vai tratar sobre a distopia em a humanidade vive, os efeitos que a pandemia trouxe ao país e os rumos que o Brasil tomou. A mediação será feita pela escritora Luci Collin.

Para ilustrar que o momento presente já se repetiu de outras maneiras na história da humanidade, Loyola Brandão fala sobre textos de diferentes momentos em que grandes pestes mudaram profundamente as sociedades.

“Desde a bíblia, onde as pragas do Egito levaram nuvens de gafanhotos, até cóleras e pestes, a literatura, ficcional ou histórica, retrata e dramatiza horrores passados, mas também profetiza e prenuncia, mostrando semelhanças assustadoras com os tempos presentes”, defende.

Questionado sobre a possibilidade de ver o Brasil com alguma esperança, o escritor responde que enquanto há vida, há esperança. “Não há a mínima chance de ver este país desaparecer. Temos que ter dentro da gente a vontade de modificar, mudar e não perecer. Temos que ser fortes para aguentar e não se render. Eu acredito que vamos sair deste momento”, afirma o escritor, que também defende a reação para a mudança.

“Um país deste tamanho, que tem pessoas comendo ossos do lixo, é surreal. Eu não teria a capacidade de inventar isso. Essa é a realidade maior que a invenção, e é justamente isso que não podemos permitir, temos que reagir e mudar”, completa.

Carpinejar

Na quinta-feira, dia 04/11 é a vez da conferência de Fabrício Carpinejar, que traz o tema “Liberdade, neuroses e depressão em um mundo em mutação”. A mediação será do escritor Luiz Felipe Leprevost.

Para Carpinejar, que acabou de lançar o livro “Depois é nunca”, Curitiba tem como característica o debate artístico mais longo, com diferentes perspectivas. “A exemplo do festival de teatro, o Diálogos Contemporâneos é um evento com a cara da cidade, propondo remédios literários para sairmos do atual surto de ansiedade”, defende.

Segundo o escritor, que tem mais de 20 prêmios literários no currículo, anormal é quem não está com algum tipo de ansiedade atualmente. “Se alguém está tranquilo nesse tempo maluco em que vivemos, não está normal. Impossível não ficar tocado, atingido ou desestabilizado com o que estamos vivendo. Não temos mais futuro. O futuro está absolutamente suspenso. Estamos improvisando”, declara.

O jornalista defende a pandemia traz a insegurança e a instabilidade, mas que a literatura traz uma saída. “Todos so dias precisamos encontrar em nós argumentos para não explodir, e daí vem o poder da literatura, do nosso diálogo. Isolamento físico não é isolamento emocional. O quanto podemos pela palavra produzir presença? O quanto podemos pela gratidão refinar a saudade?”, questiona Carpinejar.

Sobre Ignácio de Loyola Brandão

Colunista do Jornal O Estado de São Paulo e autor de 45 livros entre eles Zero, Veia Bailarina e Não Verás País Nenhum. Doutor Honoris Causa pela Unesp e Membro da Academia Brasileira de Letras.

Sobre Fabrício Carpinejar

Jornalista, escritor, poeta e cronista. Publicou 48 livros entre poesis, crônicas, infanto-juvenis e reportagens, Detentor de mais de 20 prêmios literários. Colunista jornais Zero Hora e O tempo, a comentarista do Programa Encontro, com Fátima Bernardes.

SERVIÇO

Diálogos Contemporâneos Curitiba

de 18 de outubro a 30 de novembro de 2021

Sempre às 19 horas

Entrada franca

Local: Capela Santa Maria (Rua Conselheiro Laurindo, 273)

Programação e mais informações

https://business.facebook.com/dialogoscuritiba

Home page

Instagram: @dialogoscuritiba

Twitter: dialogcuritiba

Youtube: Dialogos Contemporâneos

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios