Entenda como a Pec dos Precatórios pode impactar as nossas vidas

Por Karoline Almeida

Após o fim do bolsa família e o anúncio de furar o teto de gastos do governo para conseguir ter orçamento para o Auxílio Brasil, começou a ser falado sobre a votação da pec dos precatórios e sobre o quão ruim seria se fosse aprovado.

Mas a verdade é que quase ninguém sabe o que é precatório e o que essa pec propõe, quanto mais o que isso impactaria na vida de nós, cidadãos “comuns’”. Mas vamos por parte, vou explicar primeiro o que é um precatório e o que a pec propõe, para depois aprofundar sobre o que isso influência em nossas vidas.

Precatório é uma dívida que a união reconhece que tem, para determinas empresas, estais ou estados e que tem determinação judicial para serem pagas em determinadas datas para o destinatário em questão.

E a pec em questão, propõe não pagar determinados precatórios na data em questão, para usar o dinheiro para o auxílio brasil, em outras palavras foi anunciado o calote de precatórios voltados para a educação para poder ter orçamento para garantir algo que já existia, que é o bolsa família. Tendo em vista que o auxílio brasil tem duração para acabar, final de 2022, essa pec divide opiniões pois é um anúncio de calote puramente para jogada eleitoral.

Na semana passada ela teve o texto base aprovado pelos deputados, e agora passa para aprovação do senado. E agora que entendemos o que é um precatório e o que essa pec propõe, vamos enfim entender o que isso influência no nosso dia a dia.

Bom, a partir do momento que o governo anuncia de forma bonita que vai ser devedor e não pagar suas dívidas determinadas em justiça, ele assume para o mercado que não é capaz de honrar seus compromissos, aumentando mais ainda o risco brasil e afastando os investidores.

Quando isso acontece, a expectativa econômica tem uma regressão, aumentando então o desemprego e a desigualdade social. Desestabilizando uma economia ao ponto da hiperinflação voltar.

Também tem reflexo no mercado financeiro, fazendo com que a bolsa de valores caia e as empresas percam valor de mercado, ocasionando em prejuízo para empresa e desvalorizando títulos públicos.

Há não ser que você seja investidor com dinheiro de liquidez para aproveitar a baixa da bolsa, e sangue frio para esperar a valorização do investimento, a aprovação dessa pec não é boa para a grande maioria da população.

Existem outras maneiras para transferência de renda e combate à desigualdade social, que não prejudique tanto a economia e não aumente mais ainda o desemprego.


Karoline Almeida

Insta @almeida.consultoria

(41)99663-4977

Karoline Almeida atua como consultora financeira, formada em gestão financeira e especialização em investimentos e Lean Six Sigma. Da terceira geração de comerciantes uniu a prática com a teoria para fazer uma metodologia descomplicada para falar de economia e finanças para as pessoas.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios