A pequena abelha e a árvore alta da Trupe Ave Lola

O espetáculo integra o Festival de Curitiba 2019

A premiada Trupe Ave Lola de Teatro traz para o Festival de Curitiba 2019 o espetáculo A pequena abelha e a árvore alta, que dá continuidade a pesquisa poética da companhia, levando a cena um universo fantástico. A obra teve a sua estreia no dia 14 de fevereiro e desde então, segue em cartaz na Ave Lola Espaço de Criação com apresentações lotadas e calorosa recepção do público curitibano.

O espetáculo acontece na época áurea do ciclo da borracha, em Manaus de 1911, e conta a saga de três mulheres de povos distintos que trazidas pelo destino se encontram e são desafiadas a enfrentar os medos e as ameaças de uma dura realidade.

“A Amazônia é um dos maiores bens do Brasil, sua cultura, sua história, sua diversidade natural. Decidimos entrar nessa aventura artística por acreditarmos que esse universo é profundamente inspirador. Adentrar na Amazônia nos levou aos Andes, pois existe uma relação intrínseca entre as culturas tradicionais e o fluxo das águas de ambas as regiões. Ao começarmos os estudos para a montagem da peça, percebemos que sabíamos muito pouco sobre a diversidade cultural e histórica da Amazônia”, ressalta a diretora teatral Ana Rosa Tezza.

A obra é uma criação coletiva da Trupe Ave Lola com texto e direção de Ana Rosa Tezza. O disparador do novo trabalho foi o  conto “Pequena-abelha, a irmã de Árvore-alta”, da escritora acreana Jamilssa Melo e a obra do renomado cineasta Hayao Miyazaki. O espetáculo é o resultado de um processo de criação que teve início em agosto de 2018. A direção musical da obra é assinada pelo francês Jean-Jacques Lemetrê e executada ao vivo pelos músicos Arthur Jaime e Breno Monte Serrat.

Um teatro que flerta com as artes visuais e a gastronomia

Mantendo a tradição de proporcionar ao público uma experiência artística e gastronômica, antes das apresentações do espetáculo “A pequena abelha e a árvore alta” a Cozinha Ave Lola servirá um jantar inspirado na gastronomia amazônica, preparado pela chef de cozinha Thamis Barreto. Para mais informações sobre valores e reservas antecipadas, entre em contato pelo Whats App 41- 99668-8927 | Dara Van Doorn.

Ao longo da temporada, o espaço também recebe a exposição Papéis do Meu Avô, do artista curitibano Gabriel Rischbieter. Tendo como suporte os papéis herdados após o falecimento do seu avô Karlos Rischbieter (1927-2013), político, escritor e artista brasileiro, a exposição conta com ilustrações de personagens do universo imaginário de Gabriel. Durante a apresentação do espetáculo, a visitação será suspensa – ficando livres os horários antes e depois da peça.

“A ideia da Ave Lola Espaço de Criação é criar um ambiente para o encontro e a fruição das artes. Desta vez, temos a alegria de compartilhar com as pessoas de Curitiba a delicada exposição de Gabriel Rischbieter associada ao nosso novo espetáculo teatral e a deliciosa comida feita pela chef Thamis Barreto”, ressalta a diretora teatral Ana Rosa Tezza.

Companhia Convidada

Nos dias 29, 30 e 31 de março às 15h, o espaço também recebe o espetáculo Não Contém Glúten, da companhia Teatro de Breque. Com direção Rodrigo Ferrarini e Assis Benevenut, o espetáculo se passa em uma noite na qual o casal Sue e Michael recebe em seu apartamento Dorothy e Henry, amigos de longa data. Diante dos visitantes, que parecem desfrutar de uma realidade idílica, os donos da casa são obrigados a encarar a insignificância do seu dia a dia e seu relacionamento desgastado. Os ingressos para as apresentações também seguem a política do Pague O Quanto Vale.

Sobre a Ave Lola

Ao longo dos seus 8 anos de história, a Ave Lola consolidou-se como um espaço artístico de referência na formação, pesquisa e criação teatral, bem como na produção e gestão de projetos de diferentes linguagens artísticas. Além da estreia do espetáculo A pequena abelha e a árvore alta, neste ano a Ave Lola lançará o filme documentário O Rio Negro São As Pessoas (52”) e o livro fotográfico O Rio, As Pessoas, O Filme, uma empreitada artística que registrou por meio do cinema e da fotografia a dinâmica da vida ribeirinha às margens do Rio Negro.

Com o comprometimento de uma equipe que tem como característica a multidisciplinaridade e a responsabilidade mútua para com a produção e a democratização das artes,  a sede da Ave Lola (Rua Marechal Deodoro, 1227) mantém ativa uma programação artística que redesenhou a paisagem cultural de Curitiba.

Sinopse da obra

O espetáculo teatral “A Pequena Abelha e a Árvore Alta” dá continuidade à pesquisa poética da Trupe Ave Lola, levando à cena um universo fantástico. A história acontece na época áurea do ciclo da borracha, em Manaus de 1911. Três mulheres de povos distintos, trazidas pelo destino, encontram-se e são desafiadas a enfrentar os medos e as ameaças de uma dura realidade. A obra teve como  disparadores o conto “Pequena-abelha, a irmã de Árvore-alta”, da escritora acreana Jamilssa Melo, e a obra do renomado cineasta Hayao Miyazaki.

Serviço – A Pequena Abelha e a Árvore Alta

14 de março a 24 de março de 2019

Quintas, sextas e sábados às 20h | Domingo às 19h

27 de março a 07 de abril | 28º Festival de Curitiba 2019

Todos os dias às 19h

Local: Ave Lola Espaço de Criação (Rua Marechal Deodoro, 1227)

Classificação Indicativa: 14 anos

Ingressos: Pague O Quanto Vale

Reservas Antecipadas: http://www.avelola.net.br/reservas/

Observação: 50% dos ingressos de todas as apresentações estão disponíveis para reserva antecipada.

Lotação do Espaço: 58 lugares

FICHA TÉCNICA

Elenco: Ailén Roberto, Ana Rosa Genari Tezza, Caro Hampf, Cesar Mathew, Eduardo Giacomini, Helena Tezza, Regina Bastos

Texto e Direção: Ana Rosa Genari Tezza

Direção Musical: Jean Jacques Lemêtre

Assistente de Direção: Giovana de Liz

Músicos: Arthur Jaime, Breno Monte Serrat

Dramaturgia: A Trupe

Conto de Inspiração:Jamilssa Melo

Orientação de Texto: Edson Bueno

Iluminação: Beto Bruel e Rodrigo Ziolkowski

Figurino: Eduardo Giacomini

Assistente de figurino: Helena Tezza

Intervenções no figurino e cenário: Sandra Hiromoto

Plástica do Personagem: Maria Adélia e Trupe

Costureiras: Rose Mary Matias de Oliveira, Larissa Yeda Rodrigues Ruiz

Cenografia e adereços de cenário: Fernando Marés

Cenotécnico: Fabiano Hoffmann

Operador de Luz: Rodrigo ziolkowski e Luís Fernando Nicolosi

Adereços de cena: Eduardo Santos

Produção: Dara van Doorn

Produção Executiva: Laura Tezza

Comunicação e Assessoria de Imprensa: Larissa de Lima

Registro Fotográfico e Videográfico: Larissa de Lima e Luís Fernando Nicolosi

Fotógrafo: Maringas Maciel

Estagiário Produção: Giuliano Bruel Recchia

Estagiário Técnica: Alexandre Leonardo Luft

Ilustrações e Projeto Gráfico: Gabriel Rischbieter

Designers Gráficos: Gabriel Rischbieter e Sergio Trevisan

Tradução para Libras: Jonatas Medeiros / Fluindo Libras

Manutenção do Espaço: Francisco Theodoro

Artistas colaboradores: André Mello, Arthur Faustino, Douglas De Souza Perez, Fabianna de Mello e Souza, Galahade Ferreira Penha, Marco França, Marcelino de Miranda, Mozart Machado, Nícolas Wolaniuk, Nina Rosa, Omar Porras, Tomaz Nogueira da Gama.

Parceiros de Trajetória: Cléber Pereira Borges, Constantino Viaro, Elza Forte da Silva Carneiro, Ety Cristina Forte Carneiro, Evandro Santiago, Jaime Lerner, João Tezza Neto, Lisiane Cardona, Marcelo Rodrigues de Oliveira , Mayling Ling, Moema Zuccherelli, Mônica Rischbieter, Samuel Ferrari Lago, Thamis Barreto, Valéria Bechara.

Agradecimentos: Áldice Lopes, Carlos Becker, Claudio Cesar Pimentel Teixeira, Cleverson Cavalheiro, Gustavo Godoy, Florencio Rekayg Fernandes, Fabieli Wollinger de Almeida Fernandes, Isadora Hofstaetter, Jorgelina Vazquez, Juliana Barros, Kenni Rogers,  Leo Campos, Luciana Patricia de Morais, Luciano e Rose Bruel, Maria Eugenia Tezza, Manuella Prestes, Mattheus Boeck, Rafael de Lima Jaime, Robysom Souza.

Oficinas do projeto: O espaço como parte da escrita dramatúrgica (Fernando Marés); O traço do desenhista no mangá (Sandra Hiromoto e Simonia Fukue); A música no corpo e na fala do ator (Ana Rosa Tezza e Breno Monte Serrat).

Apoio: Lavanderia Blanche, Comunicare Gráfica, Casa das Bolachas, Tuk Tuk, Celestiale, Sushi Zen, Al Beirut, Santo Dolce, Marfil Alimentos, Casa De Bolos,  Café Tiramisù. Decor Letras, Tintas Verginia, Padaria América, Bistrô Passeio, Superdog, Casa da Coxinha, Tamanduá Iluminação.

Patrocínio: ArcelorMittal Gonvarri Brasil, Helisul Táxi Aéreo, Lofra, Tratorcase Máquinas Agrícolas, Fermac Cargo.

Realização: Ave Lola e as Meninas Produções Artísticas LTDA.

Crédito foto: Maringas Maciel

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios