6 castas de uva do Alentejo e os tipos de viajantes com quem elas combinam

Brancas ou tintas, as espécies usadas no Alentejo produzem vinhos inesquecíveis

Os vinhos portugueses são famosos no mundo todo por sua qualidade. E o Alentejo, maior região de Portugal, é responsável por produzir alguns dos vinhos mais marcantes do país. Não é só a geografia, o relevo e o clima que contribuem para isso, mas também as técnicas utilizadas na produção e no cultivo e, claro, as castas de uvas selecionadas para cada bebida.

As castas nada mais são que as espécies de videiras. Cada tipo de uva afeta sabor, cor, aroma, doçura e outras características do vinho.

Quem visita a região portuguesa pode não apenas provar diversos vinhos, como também conhecer mais sobre as uvas utilizadas, como os vinhos são feitos e até os segredos dos produtores de alguns dos melhores vinhos do mundo. Tudo isso em visitas guiadas às vinícolas, com direito a degustações acompanhadas dos tradicionais queijos e embutidos alentejanos.

Durante as vindimas, período em que as uvas são colhidas que acontece tradicionalmente entre agosto e setembro, algumas vinícolas têm programas turísticos imperdíveis – como a possibilidade de participar da colheita ou mesmo da pisa das uvas.

Se você também ama vinhos, conheça seis castas muito usadas no Alentejo e descubra qual delas combina mais com você (pode ser mais de uma!).

Tintas

Alicante Bouschet
Embora não seja oficialmente portuguesa, esta casta é tão parte da cultura vitivinícola do Alentejo que já é vista como alentejana. A Alicante Bouschet proporciona vinhos intensos e carregados de cor e, quando combinada com outras castas nos chamados blends, acrescenta cor, vigor e volume. Na verdade, é uma casta que combina tão bem com outras que raramente é engarrafada sozinha.

Por isso, ela é perfeita para os turistas que adoram viagens em grupo: seja com a família, com os amigos ou mesmo em excursões. Se você entende o valor das combinações e de pertencer a uma comunidade, precisa provar os blends com Alicante Bouschet!

Touriga Nacional
Esta é, talvez, a casta mais icônica de Portugal. É a variedade portuguesa que mais viaja e provavelmente a mais elogiada e desejada entre as portuguesas. Seus vinhos têm cores densas e profundas, além de aromas primários sempre intensos.

Sendo assim, a Touriga Nacional é a casta certa para o viajante que ama conhecer grandes atrações, monumentos célebres, cidades amadas no mundo todo e restaurantes populares. Ou seja: quem adora viajar para os lugares mais amados do mundo!

Trincadeira
A trincadeira é uma variedade perfeitamente adaptada à secura do Alentejo, dando corpo a vinhos aromáticos e frutados, muitas vezes florais, além de possuir elevada acidez natural. Os produtores a consideram uma uva temperamental, mas indispensável à vitivinicultura alentejana.

Esta é a casta de uva ideal para aquele viajante sofisticado, mas com grande capacidade de adaptação. Que gostam de visitar destinos diferentes e encontrar seus tesouros escondidos, e que não têm medo de perrengues na viagem!

Brancas

Antão Vaz
Amada por enólogos e enófilos, a Antão Vaz é o orgulho e a alma dos melhores vinhos brancos do Alentejo, que costumam ser perfumados, estruturados, firmes e encorpados. Quando colhida cedo, esta uva dá origem a vinhos vibrantes na acidez, exóticos no aroma e firmes na boca.

Os turistas cheios de energia combinam perfeitamente com a Antão Vaz. São aqueles que acordam cedo para aproveitar o dia e seguem até a noite, fazendo passeios a pé sem se preocupar com o cansaço!

Arinto
Muito tradicional no Alentejo, as uvas da casta Arinto oferecem vinhos tensos e vibrantes, de elevada acidez natural e perfil mineral. Ela é conhecida por sua acidez inflexível, e seus vinhos são frescos e têm bom potencial de guarda.

Arinto é a casta dos viajantes tradicionais, que não abrem mão de uma viagem inesquecível independentemente da idade! Aqueles que adoram conhecer lugares novos ou voltar aos destinos preferidos, e colecionam passaportes cheios de carimbos.

Roupeiro
Impossível não falar da casta branca mais plantada no Alentejo. Além de ser muito produzida, marca os vinhos com aromas primários entusiasmantes e notas perfumadas de frutos cítricos, como laranja, limão e pêssego.

A uva branca mais plantada no Alentejo combina com o turista que mais existe no Brasil: o que adora economizar! Se você é daqueles que espera uma boa promoção para reservar passagens e hotéis, pechincha nas lojas e sempre tenta ganhar um descontinho, essa é a sua casta.

Experiência da vindima para turistas – Casa de Campo Vila Galé – Adega Santa Vitória – Crédito VictorCarvalho.com.br

Sobre o Alentejo 

Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos. Detentor de cinco títulos da UNESCO e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros. A promoção turística internacional do Alentejo é co-financiada pelo Alentejo 2020, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER). Para mais informações, visite www.turismodoalentejo.com.br.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios