Pra Te Abraçar: Iara Rennó recebe Alzira E e Peri Pane

A cantora e compositora semanalmente apresenta suas novas composições em parceria na websérie Pra Te Abraçar

Por Assessoria de Imprensa

Na próxima edição do projeto Pra Te Abraçar que vai ao ar nesta quarta feira, 14 de abril de 2021, Iara Rennó recebe Alzira E, com a participação de Peri Pane no cello, ative o lembrete aqui. Contemplada pela Lei Aldir Blanc, a websérie em 6 episódios vem sendo exibida no Youtube da artista toda quarta feira às 20 horas (horário de Brasília) desde 24 de março. Em cada um deles, um encontro musical diferente, gerando um registro de 30 músicas inéditas e dando um panorama da produção da compositora durante o confinamento da pandemia no ano de 2020. Iara compôs cerca de 40 novas canções, sozinha ou em parceria com artistas diversos, como Thalma de Freitas, Lucina, Gustavo Galo, Julia Rocha, Josyara, Céu, Curumin, poeta Arruda, entre outros. Alguns destes estão no projeto.

A parceria de Iara e sua mãe Alzira E começou ainda na infância, com a música Diamantes da lua, que está no álbum infantil Iaiá e os Erês (ybmusic, 2018). De lá pra cá tantas outras surgiram, como Conversa mole, gravada por Alzira no álbum O que Vim Fazer Aqui (2014), e O que me arde, do álbum Arco (ybmusic, 2016, Iara), e que recentemente recebeu belíssima interpretação de Rodrigo Ciampi. No episódio de Pra Te Abraçar, mãe e filha se reúnem para mostrar quatro canções inéditas. Iara iniciou sua carreira cantando com Alzira, que neste ano está sendo homenageada com o lançamento do longa metragem documental  Alzira E – Aquilo Que Eu Nunca Perdi, com a direção de Marina Thomé.

Serviço:

Pra Te Abraçar – websérie musical –  Iara Rennó com convidados

Datas de exibição:

24 março com Ava Rocha

31 março com Thalma de Freitas e Duda Brack

07 abril com Céu, Curumin e Joy Espindola

14 abril com Alzira E e Peri Pane

21 abril

28 abril

Sobre Iara Rennó

Iara Rennó tem mais de 100 músicas gravadas em álbuns próprios ou de grandes artistas brasileiros e portugueses, como Elza Soares, Ney Matogrosso, Gaby Amarantos, Jaloo, Ava Rocha, Virgínia Rodrigues, Lia de Itamaracá, Maria João Quadros e Tiago Nacarato. Cantora, compositora, instrumentista, produtora, performer, atriz, poeta; atua também como produtora e diretora musical em discos e espetáculos e diretora artística de shows e filmes.

AfrodisíacA, seu mais novo projeto intersemiótico, reúne poesia, música, videoarte, web série e até gastronomia. AfrodisíacA – o álbum – é um híbrido de música e poesia e  foi lançado em outubro de 2020. Um dos desdobramentos do projeto é também o livro artesanal AfrodisíacA Poesia, com lançamento em fevereiro de 2021.

Em 2019 trabalhou principalmente em dois grandes projetos, os musicais Macunaíma Ópera Tupi – Trans_criação (SESC Vila Mariana, SP, fevereiro), remontagem de Macunaíma Ópera Tupi, e Pretoperitamar – O Caminho Que Vai Dar Aqui (SESC Pompéia).

Em 2016 lançou os álbuns gêmeos opostos e complementares ARCO & FLECHA (ybmusic / Selo Circus). Em 2015 Iara Rennó lançou o livro de poemas eróticos Língua Brasa Carne Flor, sua primeira publicação literária.

Em 2013 foi lançado o álbum IARA (Joia Moderna), produzido por Moreno Veloso. Em 2008 foi a vez de Macunaíma Ópera Tupi (SESC), a partir de fragmentos da principal obra literária de Mário de Andrade, com a participação de artistas como Tom Zé, Siba, Kassin, Arrigo Barnabé, Barbatuques, entre outros. O álbum culminou na montagem do antológico musical Macunaíma no Oficina, em 2010, e sua remontagem em 2019.

Nascida em uma família de artistas – a família Espíndola – Iara começou a cantar com a mãe, Alzira E, e ingressou na banda de Itamar Assumpção por três anos como vocalista.

Crédito foto: Paloma Espíndola

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios