Herzegovina lança o vinil Emergency

Por Assessoria de Imprensa

A banda carioca Herzegovina lança o vinil Emergency pelo selo goiano Mandinga Records e pela Plainsong, uma nova plataforma destinada à difusão de bandas pós-punk com fonogramas, vídeos e venda de produtos, que é o canal que a Herzegovina usa para se comunicar com seu público. Assista por: https://plainsong.io/herzegovina.

Herzegovina foi formada no Rio de Janeiro em meados de 2016 pelo trio Rafael Crespo (ex Planet Hemp e Polara) na guitarra e vocal, Mário Mamede (ex Moptop) na bateria e Marcello Fernandes no baixo e backing vocais. E agora lança seu terceiro registro, intitulado de Emergency, vinil amarelo de 12 polegadas. Em 2016, gravaram o primeiro trabalho, o EP 5AM, no ano seguinte, após começarem a fazer shows pelo país, lançaram seu segundo EP Last Turn.

O som do Herzegovina pode ser definido principalmente como Pós Punk, com elementos de outros subgêneros como New Wave, Gótico e Art Punk. Suas principais influências são Joy Division, Television, Gang of Four e algumas bandas brasileiras dos anos 80 como Mercenárias e Voluntários da Pátria, entre outras. “A banda tem a preocupação de não ficar presa ao passado e soma a todas essas referências uma sonoridade original e atual o que distingue o som do Herzegovina de um mero revival dos anos 80”, explica Rafael Crespo.

“As letras falam sobre distopias e toda a situação surreal e caótica em que vivemos, faz uma crítica aos nossos hábitos de consumo, à forma como as informações são manipuladas e ao uso das redes sociais como forma de alienação e de controle, vigiando e coletando informações de todos nós para manipular nossos desejos e vontades. O título do disco, Emergency, assim como de algumas músicas como Intoxicação, foram criados antes do mundo passar pela atual situação que vivemos. e acabaram virando uma triste ironia, Emergency é o refluxo de todo o caos em que vivemos nos últimos anos, um reflexo do lixo digital que nos assola, presente na sonoridade da gravação, e de todas as intoxicações causadas pelo consumo desenfreado de fake news e da cultura de ódio e medo”, contam.

Em 2018, excursionou intensamente, fazendo duas turnês pelo sul do Brasil, na segunda estendendo os shows até Uruguai e Argentina. Logo passaram a chamar a atenção de alguns selos especializados no gênero e estilo musical da banda, o primeiro deles foi a Wave Records, que fez uma proposta para o lançamento de um CD. Em uma das turnês pelo cerrado mineiro e goiano, conheceram o selo Mandinga Records, selo de Goiânia especializado em lançamentos de compactos em vinil 7 polegadas. O selo fez uma proposta para lançarem seu primeiro LP. De volta ao Rio, o Herzegovina entra em estúdio para começar a gravação de seu primeiro álbum, as gravações começam em março de 2019 e terminam as mixagens em dezembro do mesmo ano. Em junho/julho de 2020, tinham turnê marcada para o Sul do Brasil, Uruguai, Argentina e Chile. E em outubro de 2020 para a Europa. Os shows tiveram que ser cancelados por conta da covid.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios