IX Pequeno Grande Encontro de Teatro para Crianças

Espaço para mostrar, refletir e repensar o teatro para crianças

A Cia. do Abração promove entre os dias 30 de outubro a 04 de novembro de 2018 o IX  Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades. Este projeto não possui nenhum recurso viabilizado, fazendo desta edição, uma EDIÇÃO Heroica, mantendo apenas a importantíssima parceria do Teatro Guaíra e da ATINJ/PR – (Associação de Teatro para Infância e Juventude do Estado do Paraná). O evento é uma oportunidade de compartilhar a produção teatral direcionada ao público de todas as idades.

As apresentações acontecerão nos Auditórios SALVADOR DE FERRANTE  – GUAIRINHA, entre os dias 30 de outubro a 04 de novembro de 2018, e contará com 8 apresentações, de 5 diferentes espetáculos.

 As apresentações teatrais terão início no dia 30 de outubro, no Auditório Salvador de Ferrante (Guairinha) e contará com apresentações gratuitas e abertas ao público do espetáculo Pinocchio, da Cia do Abração, em duas sessões, nos períodos da manhã e da tarde. A programação segue até domingo, dia 4 de novembro, cada dia com um espetáculo diferente.

A diretora da Cia. do Abração Letícia Guimarães comenta que o evento pretende voltar atenções ao teatro feito para crianças. “É uma oportunidade de propor a criação de um novo espaço, onde se possa mostrar, refletir e repensar esta linguagem, mantendo uma pesquisa contínua sobre este ramo do fazer teatral; disseminando novos pensadores, fazedores e pesquisadores sobre o teatro direcionado à criança, bem como para renovar e fortalecer a formação de plateia deste segmento”.

O evento proporciona ao público de escolas públicas o acesso gratuito às apresentações. Neste aspecto, o teatro surge como fator de integração social, possibilitando às crianças, que muitas vezes nunca assistiram uma peça de teatro, um outro olhar ou até uma possibilidade de ver e rever a própria infância com mais sensibilidade.

Dentre a programação prevista, a mostra de espetáculos terá 100% de ingressos gratuitos, revertendo à população produtos culturais de qualidade. Todavia, contaremos com a contribuição espontânea da sociedade, como uma forma de tornarmo-nos, todos, partícipes e responsáveis por esta produção que clama por continuidade. Uma maneira de repassar para o público a reflexão do valor da arte em nossas vidas. Precisamos de arte?? Qual o valor que damos a este consumo?

Desta forma, esta NONA EDIÇÃO acontece como um grito de resistência, com o apoio da sociedade civil e doTEATRO GUAIRA. Em um momento de instabilidades as quais atravessa o país, mais do que nunca precisamos resistir e conscientizar a população que a arte e a cultura são fundamentais para a alma e o espírito dos cidadãos, devolvendo-lhes a esperança, principalmente pensando na formação de novas sensibilidades. Mais do que nunca devemos nos unir e nos fortalecer, promovendo e incentivando ações culturais. É o sentido que norteia e fortalece a realização deste IX PEQUENO GRANDE ENCONTRO DE TEATRO PARA CRIANÇAS DE TODAS AS IDADES. Não podemos parar ou desistir!!!

Pensar a Arte

O Pequeno Grande Encontro de Teatro Para Crianças de Todas as Idades – Espaço para Mostrar, Refletir e Repensar o Teatro para Crianças, agora na proposta heroica de sua NONA EDIÇÃO, tem a finalidade de promover a qualidade artística desenvolvida pelos grupos teatrais que se dedicam ao fazer teatral dirigido a crianças de todas as idades, através de apresentações teatrais.

APRESENTAÇÕES

 DATA: De 30/10/2018 a 04/11/2018– de terça a domingo.

HORÁRIOS: De Terça a Sexta:- APRESENTAÇÕES DIRIGIDAS A ESCOLAS

Sábado e domingo: às 16h – Apresentações abertas ao público

LOCAL: Guairinha – Rua XV de Novembro, nº 971 – Centro

Curitiba – PR, 80510-030

 Fone: (41) 3315 -0808

ENTRADA: FRANCA

 

COMPANHIAS PARTICIPANTES

 

COMPANHIA DO ABRAÇÃO – CURITIBA: A Cia do Abração é um espaço de arte e cultura, fundado em 2001, por Letícia Guimarães e tem como proposta principal a pesquisa e produção teatral para todas as idades, embasados em dramaturgia própria e difundidas como espetáculos de repertório. Sua proposta estética está alicerçada na fusão de linguagens artísticas elaborada em investigações advindas de processos colaborativos. Além da dança e das artes visuais, trabalha e investiga as técnicas de manipulação de objetos, mímica, produção sonora e conhecimentos da antropologia.

CÉU VERMELHO – CURITIBA: A Céu Vermelho é uma Produtora de Artes que surgiu em 2007 da necessidade de pesquisar universos visuais aparentemente irreconciliáveis: seu objetivo principal é a montagem de espetáculos cênicos que permitam uma aproximação estética com a linguagem cinematográfica. Seja no uso de luz, na concepção sonora, nos temas abordados ou na pesquisa cênica, o que se busca é a investigação de novas possibilidades, a cumplicidade de universos bastantes distintos, permeando o desvendamento de novos olhares.

CIA. TUPI PERERÊ – CURITIBACOMPANHIA TUPIPERERÊ O TUPIPERERÊ é um grupo formado por atores e músicos brincantes. Atualmente tem no repertório quatro musicais e com eles saem Brasil a fora encantando crianças de todas as idades. O Histórias de Brincar, o primeiro dos musicais teve a participação de Bia Bedran com algumas canções, e ela se tornou a madrinha do grupo. Já participou de diversas apresentações, entre elas no Encontro da pedagogia da Subjetividade em Tigre na Argentina. O grupo se prepara para lançar seu primeiro álbum com histórias e canções. Além disso são co-autores do Material “Além das Notas” da editora Opet onde concorreram ao prêmio Jabuti em 2013.

RESUMO DOS ESPETÁCULOS DO FESTIVAL

 PINOCCHIO – DIA 30/10, às 10:00h E 14:30

GUAIRINHA

Cia. Do Abração – Curitiba/ PR

 Sinopse – O espetáculo conta a história de um boneco, esculpido a partir do tronco de uma árvore por um entalhador chamado Geppetto, mas que sonhava em ser um menino de verdade.   Na nossa adaptação, o conflito principal está centrado nos valores humanos e a formação do caráter de um menino. Muita confusão e enrascada se mete o menino, neste desatino inconsequente de menino levado. E seu pai, Geppeto, entre erros e acertos, sempre tenta salvá-lo. Os erros de PINÓQUIO e sua redenção, fazem com que, finalmente, a Fada Azul conceda o dom da vida ao boneco, tornando-o um menino de verdade. Essa é uma linda história de humanidade. Aprender valores para conduzir e dar sentido à vida. Toda a trama é trazida para a nossa cultura brasileira, tendo como inspiração o fandango e a viola caipira.

Ficha técnica

Direção: Letícia Guimarães

Dramaturgia: Edson Bueno e Letícia Guimarães

Cenografia: Blas Torres e Élio Chaves

Figurino: Rayssa Gualberto

Iluminação: Blas Torres

Fotografia: Renata Peterlini

Sonoplastia, composição e direção musical: Alysson Siqueira

Elenco: Ana Sercunvius, Juliana Cordeiro, Helô Giovenardi e Edgard Assumpção

Uma realização da Céu Vermelho em parceria com a Cia. do Abração e da AACA – Associação Abração Círculo das Artes

Duração: 50min

Classificação – Livre

O MÁGICO DE OSS – DIA: 31/10/18, quarta-feira às 10:00h e às  14:30h GUAIRINHA

Cia. do Abração – Curitiba/PR

Sinopse – Na nossa história, a protagonista, Doroti, uma menina egoísta e dominadora, briga com seus amigos e se sente incompreendida por seus avós. Em um ataque de fúria, a menina egoísta que acredita que a vida que leva é sem graça e sem cores, se vê abduzida por um furacão que a transporta para um lugar mágico e colorido. Na jornada psicodélica de Doroti, ela encontra um espantalho sem cérebro, um homem de lata sem coração e um tigre covarde. Todos se unem para encontrar o único que poderá dar-lhes o que cada um necessita: o poderoso Mágico de OSS, o único capaz de dar um cérebro, um coração, coragem e o caminho de volta para casa. Porém, em nossa história, toda esta viagem, todos estes encontros, tudo foi apenas projeção do subconsciente de Doroti que, com a viagem, transcendeu suas fraquezas e conquistou virtudes.

O ambiente cênico propõe alusões à cultura oriental, conferindo uma atmosfera mística ao mesmo tempo em que um grande quebra cabeças tridimensional, calcado em cores primárias, de uma forma brincante, vai construindo os espaços do subconsciente da personagem central Doroti.

Ficha técnica

Direção: Letícia Guimarães

Dramaturgia: Letícia Guimarães

Cenografia: Blas Torres

Iluminação: Blas Torres

Figurinos: Ailime Huckembeck

Sonoplastia, composição e direção musical: Alysson Siqueira

Elenco: Heloisa Giovenardi, Juliana Cordeiro, Ana Beatriz Sercunvius, Fernando Bento

Uma realização da Céu Vermelho em parceria com a Cia. do Abração e da AACA – Associação Abração Círculo das Artes

Duração: 50min

Classificação – Livre

 

PETER PAN – DIA: 01/11/18, QUINTA FEIRA às 10h00 e às 14h30 GUAIRINHA

Céu Vermelho – Curitiba/ PR

Sinopse – O espetáculo conta a história do menino que um dia acordou sem infância. Dizem que a sombra do menino levou sua infância para um lugar distante e quentinho, com cheirinho de saudade. Será que é a Terra do Nunca? Dizem que lá é a morada de todos os nossos sonhos, um lugar onde os pensamentos felizes nos fazem voar. E como faço para chegar lá? Basta acreditar! EU ACREDITO! E VOCÊ? Essa é uma linda história de crescer. CRER no impossível e SER para sempre criança.

Toda a trama é trazida para a nossa cultura brasileira, tendo como inspiração o frevo e a cultura nordestina.

Ficha técnica

Direção: Letícia Guimarães

Dramaturgia: Letícia Guimarães/Edson Bueno

Cenografia: Blas Torres e Élio Chaves.

Iluminação: Blas Torres

Figurinos: Rayssa Gualberto

Fotografia: Renata Peterlini

Sonoplastia, composição e direção musical: Alysson Siqueira

Elenco: Ana Sercunvius, Juliana Cordeiro, Edgard Assumpção e Wenry Bueno

Uma realização da Céu Vermelho em parceria com a Cia. do Abração e da AACA – Associação Abração Círculo das Artes

Duração: 50min

Classificação – Livre

 

O CAMINHO DAS HISTÓRIAS, DIA: 03/11/18, sábado às 16h – Guairinha

Cia. Tupi Pererê

Sinopse – Criado partir da adaptação de narrativas de diferentes regiões do planeta, o espetáculo teatral O Caminho das Histórias combina música, poesia e formas animadas. Nessa brincadeira de contar, encenar e musicar histórias, os artistas celebram a importância de contar histórias como forma de alimentar o “faz de conta”, o lúdico e a espontaneidade ao longo da infância. A participação direta dos músicos, com trilha executada inteiramente ao vivo, é sem dúvida o maior diferencial desse espetáculo. A criação de “O Caminho das Histórias” teve direção de Tina de Souza, direção musical de Beto Colaço e direção de movimento de Silvia Contursi.

Ficha técnica

Texto – Cia Trupe Tupi Pererê

Direção – Tina de Souza

Corpo e Voz – Silvia Contursi

Direção Musical e arranjos – Beto Collaço

Adereços, cenários e bonecos – Edson Naindorf e Guga Cidral

Figurinos – Cristine Conde

Som e Luz – Wilson Silva Lirou

Elenco – Guga Cidral, Raquel Stapassoli

Músicos – Rodrigo Fonseca, Daniel Arenhart

Standin – Mateus Braga

Produção – Renata Cunali

Promoção – Tupi Pererê Educação & Cultura

Duração: 50min

Classificação – Livre

 

A BELA E A FERA – DIA: 04/11/2018, domingo, às 16h – Guairinha

Cia. do Abração – Curitiba/PR

Sinopse – Na nossa história, a protagonista pede ao seu pai, um ex-compositor de sambas, agora caixeiro viajante, que lhe traga de presente o samba da Rosa. Infortunadamente, o pobre homem escuta o samba vindo do castelo de uma terrível FERA. A partir daí se desenrola o conflito e toda a trama já conhecida deste clássico infantil.

A história é narrada por um bloco carnavalesco e se utiliza de todas as alegorias do CARNAVAL, incluindo fantasias, máscaras e instrumentos musicais da bateria de uma escola de samba, que são utilizados ao vivo pelos atores, encontramos músicas referenciais brasileiras que compõem a dramaturgia sonora do mesmo, fortalecendo a nossa consciência e identidade brasileira.

Ficha técnica

Direção: Letícia Guimarães

Dramaturgia: Letícia Guimarães

Cenografia: Blas Torres

Iluminação: Blas Torres

Figurinos: Ailime Huckembeck

Sonoplastia, composição e direção musical: Alysson Siqueira

Elenco: Heloisa Giovenardi, Juliana Cordeiro, Ana Beatriz Sercunvius, Fernando Bento e Wenry Bueno

Uma realização da Céu Vermelho em parceria com a Cia. do Abração e da AACA – Associação Abração Círculo das Artes

Duração: 50min

Classificação – Livre

Foto: espetáculo Tupi Pererê

, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *