Teatro

CAIXA Cultural Curitiba traz a narrativa gestual de Tsunami

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, de 19 a 22 de dezembro, Tsunami, considerado pelo público o melhor espetáculo do Cena Contemporânea – 18º Festival Internacional de Teatro de Brasília, em 2017, em enquete realizada pelo jornal Correio Braziliense. A peça surge como uma visão poética do premiado artista carioca Jonathan Andrade, um forte expoente do teatro contemporâneo de Brasília, que assina a direção, dramaturgia e encenação desta obra.

No palco, os espectadores são convidados a um encontro com a renomada e também premiada atriz e palhaça Ana Flávia Garcia, que vive uma personagem refugiada, sem lugar e destino, uma sobrevivente que mesmo com a ausência da palavra materializa uma narrativa sobre os diversos tempos da sua vida, do cotidiano, da tentativa de sobrevivência e diálogo em meio aos escombros de um Tsunami. Uma experiência de encontro e de outras formas de relação com as nossas instâncias humanas.

O uso de um dialeto próprio da personagem, fator que poderia ser uma barreira de comunicação, em Tsunami torna-se a porta de abertura para o diálogo através dos sentidos, evocando temas como amor, solidão, utopia, compaixão, esperança, morte ou nada disso, propondo uma experiência de aproximação através do afeto. A narrativa do espetáculo, tecida por gestos, ações e imagens poéticas, dialoga com uma cenografia repleta de detalhes que vão se revelando para o espectador e possibilitando uma reconstituição da história da personagem.

Mergulhado em um processo autobiográfico a partir do universo da perda, o diretor, dramaturgo e encenador pinta e esculpe um cartoon em diálogo com sua sobrevivência. Um processo de criação que constrói a presença em cena a partir de um jogo que convulsiona as emoções. Uma artesania funda de memórias, conexões e temporalidades. Uma obra com narrativa ficcional e camadas de simbiose que reverenciam as biografias da direção e da atuação. Essa proposta de Jonathan Andrade busca a força do encontro com o público e a simplicidade de paisagens poéticas a partir do que somos capazes de sentir. Tsunami é sobre sentir.

Desde a concepção, Jonathan Andrade, Ana Flávia Garcia e a equipe do espetáculo se desafiaram a executar o processo de criação de forma compartilhada, fazendo parceria com o arte-educador Wellington Oliveira. Durante quatro meses, semanalmente, 40 estudantes de uma escola pública de Planaltina/DF acompanharam os ensaios e contribuíram com o processo criativo, experimentando cenas, compartilhando ideias, dúvidas, olhares, relatos pessoais e desafios da criação.

O resultado deste projeto, que surgiu da parceria criativa entre três artistas e seus grupos: Ateliê Aberto, Grupo Sutil Ato e Casa das Anas – QG de Criação, foi o reconhecimento do público e da crítica especializada. Tsunami foi destaque, em 2017, no Prêmio SESC de Teatro, sendo vencedor nas categorias de melhor atriz e melhor cenografia, e indicado como melhor espetáculo, figurino sonoplastia, iluminação, dramaturgia e direção.

Debate

Em Curitiba, os criadores do espetáculo, Jonathan Andrade e Ana Flávia Garcia, participam de debate com a plateia do espetáculo no sábado, dia 21, após a apresentação.

Jonathan Andrade, renomado e premiado diretor e dramaturgo, é conhecido por sua visceralidade técnica e por encenações inventivas, provocativas e com grande potencial de comoção e afeto.

Ana Flávia Garcia é artista cênica jogadora/criadora em palhaçaria, atuação, direção e dramaturgia. É militante em arte-educação, desenvolvedora de projetos, mediações e metodologias na tríade arte/ação/sociedade.

SERVIÇO

[TEATRO]Tsunami

Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR).

Data: de 19 a 22 de dezembro

Horário: quinta a sábado às 20h e domingo às 19h

Ingressos: vendas a partir de 14 de dezembro (sábado). R$ 30 e R$ 15 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.

Bilheteria: (41) 2118-5111 (De terça a sábado, das 12h às 20h. Domingo, das 14h às 19h.)

Classificação etária: 14 anos

Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

[DEBATE COM OS CRIADORES] 

Local: Caixa Cultural Curitiba

Data: 21 de dezembro, após a apresentação do espetáculo

Carga Horária: 50 minutos

Crédito foto: Diego Bresani

Posts relacionados
Teatro

Espetáculo sobre Chiquinha Gonzaga abre a 53ª. Mostra Multiartes Cena Hum

Teatro

Curitiba recebe apresentações gratuitas do premiado espetáculo “VIK”, do teatro ilusionista de Maicon Clenk

Teatro

Espetáculo teatral Admirável Futuro Novo, faz temporada gratuita em Curitiba

Teatro

Musical gratuito “Quem Prospera Sempre Alcança” chega em Curitiba unindo humor e educação financeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.