Cinema

Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba chega a sua 8ª edição

De 5 a 13 de junho, Curitiba se transforma na capital do cinema com mais uma edição de um dos mais esperados festivais do Brasil, o 8º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba. Buscando sempre inovação da linguagem, a reverberação de movimentos sociais e políticos e buscando formas de concretização da arte, o festival ocupa ainda mais a cidade e amplia seu diálogo com o público local.
A identidade visual deste ano é do coletivo Pedro, Pastel & Besouro e representa o presente, o contexto político e cultural do Brasil de agora. O diretor artístico do Olhar de Cinema, Antônio Junior destaca que o festival sempre buscou se manter conectado com a atualidade. “A identidade de cada edição representou pensamentos, reflexões, desafios internos e externos ao ambiente do festival e em 2019 não foi diferente. Em um ano extremamente conturbado para o Brasil e o mundo, realizar um festival de cinema, que já era extremamente desafiador, se tornou um ato de bravura. Partimos de estarmos perdidos em meio a uma tormenta com todos os corpos estranhos que habitam esse ambiente para a necessidade de busca e encontro de um caminho possível dentro de um cenário tão desolador”, afirma. “Somente com pensamento crítico e o encontro de pessoas e ideias conseguiremos passar por esse momento. Assim, o festival se coloca como espaço de luz em meio às trevas”, complementa.
Olhares
A qualidade da seleção é uma das prioridades do festival e sua pluralidade pode ser encontrada nas várias mostras do evento. E é nas mostras que se encontra uma das grandes novidades desta edição: o 8º Olhar de Cinema vai dedicar um espaço especial ao cinema brasileiro. A mostra Olhares do Brasil vai fazer um apanhado de curtas e longas-metragens ainda inéditos ou que já estiveram em festivais do Brasil e do mundo.
Mostras já tradicionais estarão de volta, trazendo ainda mais cinema para a capital paranaense. A Olhar Retrospectivo destaca um grande nome do cinema mundial, fazendo uma retrospectiva e refletindo sobre sua obra e trajetória; a Olhares Clássicos, traz filmes que marcaram a história do cinema, unindo diretores de diversos países, gêneros e épocas; a mostra Foco apresenta a obra de um novo autor, ainda não conhecido ou pouco visto.
Apostas e descobertas estão reunidas na mostra Competitiva, em longas e curtas-metragens. São filmes novos, ainda inéditos no Brasil. A mostra Novos Olhares dedica-se a longas-metragens de propostas estéticas mais radicais, já a Outros Olhares, que traz curtas e longas, traça um diálogo entre filmes ainda inéditos e aqueles que já possuem um trajetória nacional e internacional em festivais e mostras recentes. Em todas, há uma grande variedade de propostas, estilos e linguagens.
A formação de público também é um dos grandes objetivos do Olhar de Cinema e está presente, principalmente, na mostra Pequenos Olhares, dedicada a crianças e adolescentes, com filmes para toda a família. A produção local também encontra o seu lugar com a mostra Mirada Paranaense, que traz em sua seleção um panorama na produção audiovisual local.
Espaços
Mais uma vez, o Olhar de Cinema ocupará as salas dos shoppings Crystal e Novo Batel, mas ganha um novo espaço cheio de charme e estilo que resgata a história da Curitiba: o CinePasseio. Recém-inaugurado, o espaço cultural tem duas salas de cinema e ocupa uma edificação histórica da cidade, especialmente restaurada e adaptada para receber atividades culturais.
Os três locais receberão outra novidade desta edição, os Encontros de Cinema. A atividade surge como uma proposta paralela ao festival, voltada para o mercado e conta com duas vertentes: o Encontro de Cinema de Curitiba, presencial, e o Encontros de Cinema Virtual, com diversos conteúdos on-line.
O 1º Encontros de Cinema de Curitiba acontece de 9 a 11 de junho e tem diversas atividades, como masterclass, imersão, painéis, diálogos, pitching aberto, estudo de caso, Q&A Ancine e sala de criação.
Mesmo antes de começar, o festival mostra que seu maior interesse é mesmo o cinema. E até o dia 5 de junho, muitas outras novidades virão.
O 8º Olhar de Cinema conta com patrocínio do BRDE, FSA e Ancine, apoio da Copel, BigBen, Ademilar, Lojacorr, incentivo da Lei de Incentivo à Cultura de Curitiba, Fundação Cultura de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, Profice, Governo do Paraná e realização da Grafo Audiovisual, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal.
SERVIÇO
8º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba
De 5 a 13 de junho
Posts relacionados
Cinema

Sete filmes sobre bandas para assistir neste Dia Internacional do Rock n’ Roll

Cinema

Maior fenômeno mediúnico da história terá sua vida contada nos cinemas em Predestinado - Arigó e o Espírito do Dr. Fritz

Cinema

Mostra de Cinemas Africanos acontece em São Paulo e Curitiba a partir de 6 julho

Cinema

"O que fazer quando a tristeza for grande?" estreia no dia 21 em junho pelo YouTube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.