Curitiba

Conheça 5 locais a céu aberto pra curtir Curitiba

O ano começou, e com ele o verão. Junto com o calor vem a vontade de sair, viajar, passear, conhecer novos locais, ou ainda, revisitar lugares já conhecidos. Principalmente depois de quase dois anos de reclusa e isolamento. E nesse meio tempo, se teve uma coisa que as pessoas aprenderam é que nada melhor que um lugar ao ar livre, sem ar condicionado, e sem aglomeração pra garantir diversão com segurança. Esse, com certeza, é um aprendizado para a vida, assim como o uso de máscaras e álcool em gel. Mas aí, vem sempre a velha pergunta: onde ir? Garantir um passeio legal, seguro e que possa ser curtido por toda a família nem sempre é tarefa fácil.

Pensando nisso, listamos cinco lugares a céu aberto em Curitiba que não só garantem segurança para comer uma coisinha, tomar um bom drink e de quebra, poder curtir uma boa música.

1 – Vale da Música, na Ópera de Arame

Se pra você a Ópera de Arame ainda é só um belo teatro, está na hora de renovar essa ideia. O local, em 2018, recebeu um novo projeto e vem oferecendo música instrumental de qualidade regularmente. Durante a temporada de verão, o projeto, para se ter ideia, funciona todos os dias das 10h às 18h. O Vale da Música, como é chamado, é um festival permanente que possui um belo palco flutuante. Isso mesmo, um palco que fica bem em meio ao lago e que recebe centenas de músicos, em sua maioria, curitibanos. Mas também é possível acompanhar diversos músicos internacionais se apresentando e, para saber o que rola p

Crédito foto: Vini Grosbelli

or lá é só acompanhar a página do insta do projeto @festivalvaledamusica.

Ainda, na parte inferior da Ópera de Arame, está instalado o restaurante Ópera Arte, que serve almoço, petiscos, drinks, e uma grande variedade de opções. Com uma natureza exuberante, o local conta com um deck privilegiado. Além disso, é possível conhecer o caminho da mata, um local que liga a entrada do parque até o teatro e que é um refúgio em plena região central.

O Vale da Música também está com uma programação que inclui o ciclo de exposições fotográficas Afetos Urbanos e Cidades Possíveis, que reúne o olhar sobre Curitiba de diversos artistas locais. “É um novo tempo na Ópera de Arame. Nossa ideia é fazer com que as pessoas que passam por aqui possam ter uma experiência cultural completa. Antes, o local não era atrativo, pois as pessoas entravam, viam o teatro e iam embora. Hoje, é possível chegar de manhã e sair só à noite, estando em um dos mais bonitos locais da cidade”, explica Helio Pimentel, diretor de operações do Parque.

2 – Viva Pedreira, na Pedreira Paulo Leminski

Aproveitando que estamos na Ópera de Arame, que tal caminhar um pouquinho mais e conhecer um projeto

super inovador e que trouxe um novo fôlego para a icônica Pedreira Paulo Leminski? Ainda na ideia de trazer um novo conceito para o espaço, que só abria em grandes shows, o Viva Pedreira trouxe um verdadeiro complexo gastronômico e musical para o lugar. Funcionando de quinta a domingo, o local tem uma programação diferenciada e voltada ao público de todas as idades.

Para se ter ideia, são quatro diferentes opções de espaços gastronômicos com o que há de melhor na culinária, chopes e vinhos. Na unidade do Bar do Victor, o Victor na Pedreira, petiscos, pratos e uma carta de vinhos e drinks para tomar curtindo um belo visual em um deck com mais de 600m². Já no Lagô é possível encontras as delícias da Mozzarellart, Gioia pizzaria e Fusco comidas argentinas, além do winebar Vino! e um bar de drinks especiais, Bitter End. No palco em que já pisaram lendas do rock mundial, o Pedreira Stage oferece drinks e burguers, e pra quem curte samba de raiz o Quem Não Gosta de Samba? é uma excelente opção.

Ainda, no local, o parque Pedreira Encantada – espaço para os pequenos com mais de 3 mil m² – oferece muita diversão de forma segura, com combos especiais a partir de R$ 60 o período de 3 horas. No parque, uma montanha russa, um barco pirata naufragado que pode ser explorado, cama elástica e vários outros brinquedos, todos com a supervisão de monitores.

3 – Largo da Ordem

Essa opção não poderia estar de fora dessa lista. Maior “bar a céu aberto” da cidade, o Largo da Ordem oferece diversas opções de bares e restaurantes, a sua maioria com mesas no calçadão. Tem o tradicional Bar do Alemão, o Sal Grosso, os bares que ficam perto do relógio das flores, enfim. Opção é o que não falta. Como há muita diversidade, é possível encontrar lugar pra tomar um bom chope ou uma cervejinha gelada de segunda a segunda, em qualquer horário do dia. O ponto alto do Largo é, com certeza, de quinta a domingo à noite. Nos domingos, durante a Feira do Largo também dá pra curtir um boteco. Pra quem gosta de barzinho com música ao vivo é o lugar certo.

4 – Arredores do Museu do Olho

Localizado praticamente no centro da cidade, o Museu Oscar Niemeyer é muito mais que um exuberante museu. Rodeado por alguns bares, o local acabou virando um grande ponto de encontro, onde é possível comprar um chope e apreciar, por exemplo, um lindo pôr-do-sol em frente ao grande olho. Ainda, nos fundos do Museu o Parcão é famoso por oferecer aos cães um excelente espaço para correr e brincar e aos donos um ótimo lugar para estender uma canga e relaxar. Ainda pelos fundos do MON dá pra acessar o Bosque do Papa, um dos lugares mais tradicionais e charmosos da cidade, com trilhas e uma bela área verde.

5 – Feira da Alberto Bolliger

Se tem uma coisa que é a cara de Curitiba são as feiras de rua. E a feira da Alberto Bolliger, que acontece todos os sábados pela manhã é uma das mais especiais. Além da localização privilegiada, no bairro do Juvevê bem próximo ao Estádio Couto Pereira, a feira tem muitas opções de frutas, verduras, carnes, mercearia em geral, além, é claro, do clássico caldo de cana com pastel. Ainda, na extensão da feira, dá pra conhecer o Dante, um dos mais tradicionais bares de Curitiba – que também tem mesa ao ar livre, e a Rua Pagu, um complexo gastronômico super charmoso e que também é todo a céu aberto.

Posts relacionados
Curitiba

Produtora curitibana abre teste de elenco para nova produção

Curitiba

Passeio de bicicleta, ouvindo histórias, faz parte da performance PERCURSOS AFETIVOS

CuritibaTeatro

Festival de Curitiba divulga programação de sua edição comemorativa de 30 anos

Curitiba

Curitiba a cidade que passa pano para o racismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.