Banda Vulcaniótica lança sequência de clipes e primeiro disco em outubro

Na estrada da música e das artes cênicas há mais de sete anos, a banda curitibana Vulcaniótica é sempre lembrada por seus shows: explosivos, poéticos e imersivos. Formada por atriz e atores (Bagana na voz, sanfona, teclado e sintetizadores, Fuego na bateria, Vilarica no baixo e ErtaAle na guitarra e no vocal), a banda tem como característica marcante a pesquisa da poética teatral na prática do fazer musical, criando uma atmosfera de aventura e magia em todas as suas ações coletivas. O grupo participou das cinco últimas edições do maior festival multicultural do sul do Brasil – festival Psicodália, além de vários festivais e mostras locais como Virada Cósmica, La Montaña, Terraiz e outros grandes festivais como Forró da Lua Cheia em Altinópolis/SP e mais recentemente foi a banda de abertura oficial do Festival Libélula.

A influência exercida pelo teatro em seu trabalho redimensiona a performance no palco, e na forma como produzem a sua sonoridade. A partir desta experiência constante, a trupe criou uma linguagem musical “vulcânica”, com jeitos próprios de fazer música e tudo o que a envolve. O disco é autoral – são sete faixas gravadas no estúdio Pulsar em Curitiba – produzidas por Carlos Freitas que há mais de 50 anos atua no mercado fonográfico.

A Vulcaniótica trabalha suas ideias artísticas de forma simbólica e enigmática. A cada acontecimento (seja em shows presenciais ou imagens virtuais), carrega em si outras camadas de significação. Com esse passado retumbante, o grupo pensa agora na projeção do seu fazer,e resolveu lançar uma sequência de seis clipes de músicas do disco antes da distribuição oficial nas plataformas de streaming.

Esta sequência será lançada no dia 23 de outubro, às 20h, pelo canal do YouTube da Vulcaniótica. No dia 31, o álbum será lançado nas plataformas musicais. “A ideia é que as pessoas tenham a experiência de assistir aos vídeos antes do lançamento das músicas, pois existem informações importantes neste conjunto de imagens, escolhidas a dedo pela banda”, diz Bagana.

Os integrantes da banda usam nomes artísticos de vulcões reais e brincam com esta metáfora tanto nas músicas quanto nas cenas teatrais em shows ao vivo.

Para conferir o trabalho do grupo, você pode seguir a banda no instagram: @vulcaniotica ou no facebook.com/vulcaniotica

SERVIÇO –

Lançamento da sequencia enigmática de clipes:

23 DE OUTUBRO NO CANAL DO YOUTUBE : VULCANIÓTICA

LANÇAMENTO DO DISCO NAS PLATAFORMAS DE STREAMING

31 DE OUTUBRO

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios