O rádio é nosso! Radioteatro resgata nome do inventor brasileiro Landell de Moura

Com humor e suspense, Ave Lola estreia radioteatro e referencia o cientista Pe. Landell.

Por Assessoria de Imprensa

Uma antiga igreja, no alto do morro de um bairro misteriosamente abandonado, será a tão sonhada sede própria de uma companhia teatral. Este é o cenário onde se ambienta a história de “Frequência Instável”, escrita e dirigida por Ana Rosa Genari Tezza, fundadora da Trupe Ave Lola de Teatro. Resultado de uma pesquisa da diretora, a obra terá estreia na próxima quinta-feira (27), às 20h, com acesso livre, no canal de YouTube da Ave Lola e demais plataformas de podcast.

No início da pandemia, quando a trupe precisou interromper o processo de seu próximo espetáculo que estava prestes a estrear, o grupo começou a pensar novos projetos artísticos, considerando a impossibilidade do público presencial. Um desses projetos foi o Podcast Ave Lola, um podcast com cara de rádio, como Ana Rosa costuma descrever.

“Eu sempre amei o rádio, minha avó era costureira e enquanto trabalhava tinha sempre um rádio ligado no ateliê. Uma das minhas primeiras memórias é a de minha avó e as outras mulheres da casa entorno da radionovela sempre no mesmo horário. Sinto que o rádio é democrático, tem uma capacidade de alcance imensurável, guarda em si o poder de alimentar a imaginação, informar e divertir”, conta a diretora.

O flerte com o rádio ganhou maiores proporções e a natureza curiosa de dramaturga e atriz abriu caminho para que Ana Rosa fosse além. Em suas investigações, descobriu que um padre cientista e inventor brasileiro, Pe. Roberto Landell de Moura, foi pioneiro nas pesquisas e experimentações do que viria a se tornar o rádio, o telefone, a televisão e a fibra óptica.  A informação foi o dispositivo para a criação da trama que envolve uma trupe de teatro, uma cientista, uma igreja e os experimentos do padre inventor. “Sempre quis ter um programa de rádio, a pandemia trouxe o Podcast Ave Lola e nós da trupe estamos apaixonados com as possibilidades dessa nova viagem artística”, explica Ana Rosa.

Além do drama e da comédia, emprestados do teatro, o suspense também é um dos recursos presentes nessa ficção radiofônica com transmissão atualizada pelas plataformas que dispomos hoje. As personagens de “Frequência Instável” foram interpretadas por César Matheus, Eduardo Giacomini, Evandro Santiago, Helena Tezza, Laura Tezza, Luís Fernando Nicolosi, Marcelo Rodrigues de Oliveira, Regina Bastos, Taciane Vieira e por Ana Rosa que faz Andreia, uma cientista apaixonada por seu ofício. O projeto realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à

Cultura – Fundação Cultural de Curitiba, da Prefeitura Municipal de Curitiba e do Ministério do Turismo, conta com trilha original dos músicos da Trupe, Arthur Jaime e Breno Monte Serrat.

Diretora e elenco farão um bate-papo online via plataforma Zoom, logo após a estreia do dia 27 de maio, às 20h, gratuitamente,  no YouTube da Trupe Ave Lola (https://www.youtube.com/user/avelolacultural) e demais plataformas da podosfera (https://anchor.fm/avelola).

Serviço:

Lançamento da radioteatro Frequência Instável

Quando? 27 de maio, às 20h

Onde? YouTube da Trupe Ave Lola (https://www.youtube.com/user/avelolacultural) e demais plataformas da podosfera (https://anchor.fm/avelola). A estreia será seguida de um bate-papo online via plataforma do Zoom.

PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA, DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA E DO MINISTÉRIO DO TURISMO.

TODAS AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTA OBRA SÃO DE

RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA DO AUTOR.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios