O Atabaque que constrói pontes e destrói barreiras

Por Vanessa Ricetti Ricardo

É difícil conhecer alguém no Brasil que não conheça ou que nunca ouviu o batuque do atabaque, seja no samba ou na capoeira, nos rituais de Candomblé e da Umbanda todo brasileiro já escutou o instrumento. Tocado através das mãos, o samba e a capoeira foram os grandes responsáveis por divulgar o instrumento afro brasileiro.

Leonardo Novaes, músico curitibano, tem uma relação muito próxima com o atabaque, conheceu o instrumento quando começou a frequentar um terreiro de Umbanda. “O atabaque é minha vida, quando entrei no terreiro a primeira situação que me encantou foi o atabaque, comentou Leonardo. Sua relação com o instrumento é tão forte, que o músico criou o projeto Atabaque Quebrando Barreiras, onde oferece aulas gratuitas de percussão em escolas da periferia de Curitiba e região.

“A música é um dos grandes responsáveis pela ampliação das relações sociais, que ajuda de fato nas relações entre as pessoas. E em áreas marcadas pelo preconceito, pela não aceitação e pela pobreza, a arte, em especial a música, pode ser um grande passo para a transformação social. Pensando nisso, criamos o projeto, que tem como objetivo levar arte e cultura para quem muitas vezes não tem acesso”, disse o músico.

Por causa da pandemia do coronavírus, o projeto não pode acontecer, mas a ideia é que a oficina tenha duração de dois meses e contemple escolas estaduais da região metropolitana de Curitiba. Duas vezes por semana os professores ministrarão as aulas. Ao final do projeto será realizado um show para a comunidade escolar onde os alunos terão contato com um grupo profissional.

 

“A intenção desse trabalho é levar aos alunos uma formação básica em percussão, oferecendo também conhecimentos e técnicas de construção de equipamentos de percussão. Além disso, temos como objetivo aproximar os estudantes de nossas raízes culturais, fazendo com que percebam a importância de valorizarmos nossas origens”, finalizou Leonardo.

Vários setores da economia foram prejudicados com a pandemia, mas sem dúvidas um dos mais afetados foi o do entretenimento e a arte. E não é diferente com Leonardo Novaes, que é músico e trabalhava na noite curitibana antes da pandemia. Para se manter nesse período tão difícil ele está dando aulas de percussão com atabaque com todos os cuidados e distanciamento social. Para mais informações é só entrar em contato pelo WhatsApp 41 99693-7430.

Tags

Vanessa Ricetti Ricardo

Vanessa Ricetti Ricardo, jornalista e assessora de imprensa, pós graduada em cinema, desde o início de sua carreira se dedica ao jornalismo cultural. Trabalha como repórter em rádio. Criou em 2013 o Jornal A Cena, onde divulga a arte e a cultura realizada no país.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios