Mistura Fina – A música nossa de cada dia!

Por Giseli Canto

Que coisa incrível a música! Por onde você andar, ela está aninhada fazendo, de alguma forma, parte das nossas vidas. Se está em casa sozinho, ouve música, se entra no carro, ouve música, se vai passear com os amigos também, se vai à escola lá está ela. Até no trabalho tem gente que não deixa de ouvir.

Esta semana eu e Auguste Rodin fizemos uma parceria. Eu parecia estar à frente dos Portões do Inferno, ponderando sobre o grande tema dessa coluna. Dei de cara com uma pesquisa que me deixou estarrecida. Meu brainstorming ficou zerado porque não sabia como falar desse tema aqui com vocês.

Então vai lá!

Spotify revela ranking das músicas mais ouvidas no Paraná em 2020!

O primeiro lugar entre os artistas mais ouvidos de 2020, é da dupla Henrique e Juliano, de Tocantins. Esses são os queridinhos dos paranaenses, segundo a plataforma do Spotify. Em seguida aparecem a Sofrência de Marília Mendonça e o sertanejo da dupla Zé Neto e Cristiano, na segunda e terceira posições, respectivamente. Ainda têm mais, as grandes novidades são o DJ Alok, 9º colocado da lista de artistas mais ouvidos do ano e Os Barões da Pisadinha que surgem na 10ª posição.

Não tem nenhuma música paranaense! Por que tudo que vem de fora da sua cidade, do seu estado é “melhor”?Ou não?

Não estou, nem quero falar mal da música sertaneja. Claro que não! Vamos tentar refletir sobre essa questão, pra muitos, tão incompreensível.

Sem problemas gostar desse ou daquele artista e se identificar com essa ou aquela obra. A pergunta que não quer calar: o que está faltando pra nós? Existem artistas maravilhosos, composições incríveis e intérpretes sensacionais. Por que o trabalho produzido aqui não tem repercussão? O que quer o público?

Sabe-se que, em 1980, a rádio ANTENA 1, de Curitiba, foi a primeira FM do Brasil a explorar esse estilo musical, trazendo pra cidade essa nova forma de ver a música sertaneja. A rádio passou da12º posição em audiência na capital paranaense, para o 2º lugar e com o dobro de ouvintes, em apenas três meses. Aqui começa a responsabilidade da formação de plateia!

Sem culpar a imprensa, os meios de comunicação, pensemos no público! O que foi feito dos ouvidos pensantes? Somos capazes de pensar e refletir ou não?

Não deixo nenhuma conclusão, só muitas reflexões pra você.

Conversamos mais na próxima semana!

Mas antes, escute um pouco da nossa música, só pra variar, e semana que vem tem mais!

Conheça a obra do grande artista Vini Moraes. Músico violeiro, cantor e compositor paranaense, natural da cidade de Rio Branco do Sul. Do ladinho de Curitiba. Começou nos anos 90 como guitarrista e contrabaixista em bandas de rock e baile. Estudou contrabaixo no Conservatório de Música Popular de Curitiba. Dedicou-se ao estudo da viola caipira e de 2007 a 2015 e compôs a dupla de música regional e raiz “Diamante & Montenegro”.

Hoje segue em carreira solo fazendo shows. Apresenta-se em diferentes regiões do país e integra também, o projeto de música Instrumental, junto com o Violeiro Luciano Pasinato, o “Duo Diamante”.

QUANDO A ESTRADA ME CHAMAR

Música de Vini Moraes/Hadassa Soares.

A letra fala sobre a vida de músico, do peão estradeiro. Vini toca em seus e quando faz isso tem boa receptividade do seu público. Agora está aí pra você conhecer um pouco desse artista paranaense.

Gravação: Nicos estúdios, Curitiba, no dia 07 de outubro de 2019.

No palco André Ribas, Marcio Rosa, Daniel F Sehnem e Leonardo Cambara de Moraes.

Você poderá discordar, perguntar, não entender direito, mas precisa gostar de estar aqui comigo! Do contrário não vale a pena!

Espero você aqui na próxima!

Fonte: https://jornalfatos.com.br/spotify-revela-ranking-das-musicas-mais-ouvidas-no-parana-em-2020/

https://www.uai.com.br/app/noticia/musica/sertaneja/2019/09/29/sertaneja,251908/como-surgiu-o-sertanejo-universitario-no-brasil.shtml

Siga também:https://www.facebook.com/misturafinaarte

Giseli Canto

Giseli Canto é cantora paranaense de Curitiba, professora de Artes aposentada, roteirista, produtora, apaixonada pela música e tudo que se refere ao poder transformador dessa arte, pela família e pelos amigos, que considera sua segunda família. Ama uma boa conversa e está sempre aberta a novos caminhos. Seu olhar otimista para o ser humano faz de sua vida um mundo recheado de boas relações e experiências.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios