Música coreana é atração em show solo na Caixa Cultural

A relação entre Coréia do Sul e Brasil tem sido forte no aspecto comercial. São muitas as empresas coreanas no país, sobretudo de automóveis e eletrônicos. No ponto de vista cultural, contudo, raras são as oportunidades do público brasileiro ter contato com artistas coreanos, em razão da distância física entre os países. Por isso, uma apresentação solo de gayageum, espécie de harpa tradicional da cultura coreana, é algo raro. A Caixa Cultural será palco deste momento quase único na programação musical de Curitiba, com a apresentação da compositora e virtuose Kyungso Park, dia 14 de agosto, às 20 horas.

“Será uma apresentação que traduz bem a diversidade cultural da Série Solo Música e o patamar que ela alcançou nos seus dez anos”, comemora Alvaro Collaço, produtor e curador da Série, que não se recorda ter visto em Curitiba uma apresentação solo de gayageum. “É algo difícil de acontecer aqui, mesmo tendo ocorrido nos últimos anos festivais que trouxeram música coreana ao país”, explica. A relação Coréia e Brasil tornou-se forte com o trabalho do pianista Benjamin Taubkin, que trouxe atrações para o Mercado Cultural de Salvador, festival já extinto, e gravou o CD “Coréia-Brasil Project“ com artistas coreanos. Entre os músicos que participaram deste CD estava Kyungso Park que já se apresentou em duo com Benjamin Taubkin. “Ela é incrível e através de suas composições trata o gayageum como um instrumento contemporâneo.com linguagem aproximada do jazz, onde sobressai a delicadeza da música oriental. Será este mais um belo e inesquecível show na Série Solo Música”, enfatiza Collaço.

Renovadora do gayageum

Kyungso Park é compositora, virtuose renovadora da longa tradição do gayageum, instrimento milenar da cultura coreana e também conhecido como kayagum. Iniciou-se em música ao piano, com três anos de idade. Só aos 16 anos,  passou a tocar o gayageum, aprendendo a música popular e tradicional coreana (pungnyu e sanjo). É doutora em Música pela Universidade Nacional de Artes da Coréia do Sul e Universidade Nacional de Seul e detentora do prêmio “SoorimCultureAward”, em 2014.

Desde sua estréia como solista em 2008, sua música atravessa livremente as fronteirs entre música tradicional e contemporânea. Em 2004 formou o Aura, trio de gayageum especializado em repertório contemporâneo. Em 2005 passa a integrar o conjunto de jazz fusion The Oriental Express, com o qual gravou seis CDS. Em “CosmoBreeze”, seu primeiro EP solo lançado em 2008, tentou misturar gayageum com a música house, o que teve um forte impacto nos músicos da música tradicional sul-coreana. Seu status de solista e compositora foi consolidado  com o lançamento de “This Is Not Gayageum “(Dung-tta, 2012).Ela se apresenta nos principais teatros e festivais da Coréia do Sul. Fez turnés pela  Alemanha, Argentina, Áustria, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Irlanda, Inglaterra, Itália e Noruega. Foi artista residente nos eventos Air-Krems (Áustria, 2011), OneBeat Fellow (Estados Unidos, 2012), Festival da Serrinha (São Paulo, 2015) e no GCC (Coréia do Sul, 2014-2016). Dividiu palco com artistas de diferentes países como o saxofonista inglês Andy Sheppard, os norte-americanos Blitz theAmbassador e Dafnis Prieto, a coreana Kim Chaek, os austríacos Michael Bruckner e RebnalDeppe e os brasileiros  Benjamin Taubkin, Carlos Malta, Jaques Morelembaum e Marcos Suzano.

A apresentação deKyungso Park dentro da Série Solo Música, em 14 de agosto, ás 20 horas, tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções. Ingressos a R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia) podem ser adquiridos na bilheteria da Caixa Cultural, na Rua Conselheiro Laurindo, 280. Informações pelo fone 2118-5111.

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios