Contação de histórias faz parte da programação da MOSTRA MOVE de teatro

Nos dias 11 e 18 de outubro, a Mostra Move de Teatro exibe, em sua programação, a contação das histórias “As roupas novas do Imperador, de Hans Christian Andersen, “O Campo dos Gigantes”, de  Rosane Pamplona e a “História mais longa do mundo”, também de Rosane Pamplona. A apresentação é da atriz e contadora de histórias Ailén Roberto.

A 3a edição da Mostra Move de teatro está sendo realizada online, pelo Canal do Grupo Obragem de Teatro no Youtube. Peças de grupos de teatro curitibanos são transmitidas ao vivo, todos os sábados, às 20h. As contações de histórias estarão disponíveis no canal, nos respectivos domingos, a partir das 16h.]
A história Mais Longa do Mundo
Era uma vez um rei que adorava ouvir histórias, porém achava as histórias curtas demais. Por mais que o contador de histórias do reino se esforçasse, o rei continuava insatisfeito. Até que um dia, furioso, o rei mandou o pobre contador para a prisão e lançou um desafio – daria quinhentas moedas de ouro a quem lhe contasse uma história tão comprida, tão comprida, que o fizesse se cansar. Mas ai de quem não conseguisse. Em vez de quinhentas moedas, ganharia quinhentas chibatadas. Será que algum súdito conseguirá vencer o desafio?
Campo dos Gigante
Conto que veio da longínqua Turquia, ‘O Campo dos Gigantes’ traz a história de um camponês pobre, que passava o dia cultivando seu minúsculo pedacinho de terra de onde tirava o sustento. Perto dali, havia um terreno enorme, porém, diziam, era mal-assombrado. Ninguém ousava nele pisar. Até que um dia, cansado daquela vidinha, o camponês resolveu ir até o terreno e começou a limpá-lo, pensando em nele plantar. Mas, de repente, apareceram diante dele cinco gigantes enormes, os pés sobre a terra, a cabeça nas nuvens, com uma voz muito forte. O que será que aconteceu com o camponês?
As roupas novas do Imperador

Um imperador que usava sempre roupas novas e bonitas gastava todo o seu dinheiro para manter a elegância. Em um momento de grande vaidade, ele contrata dois tecelões que chegam à cidade promovendo suas capacidades de fabricar um tecido de cores e padrões tão especialmente atraentes que torna o tecido invisível a todos que eram inaptos para sua ocupação ou irremediavelmente burros. Quando finalmente a vestimenta fica pronta, o rei sai em desfile pela cidade com todo o seu séquito. São ouvidos muitos elogios à nova roupa do rei, pois ninguém quer parecer burro. E então uma criancinha exclama com toda naturalidade: “o rei está nu!

Crédito foto: Jorge Franzoni

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios